Mérito Empresarial

Assuntando 07/02

Publicado em: 07 de fevereiro de 2016 às 15h50
Assuntando

Pedagogia... A família Nunes Couto tem motivos de sobra para estar feliz da vida. Além do charme do pequeno Heitor, o casal aguarda o nascimento de Manuela que deve acontecer em março. Mas, os motivos para tanta alegria não se resumem aos filhos. É que no final de janeiro, Mara Nunes Couto recebeu a colação de grau no curso de Pedagogia. O esposo Samuel, que é engenheiro Aeronáutico e trabalha no grupo Algar, em Uberlândia, foi o seu maior incentivador. Parabéns!!!

 

 

 

  

 

E por falar em graduação... A jovem Maria Gabriela, carinhosamente conhecida pelos amigos como ‘Maga’, conseguiu a tão sonhada vaga no curso de Medicina. A alegria pela conquista contagiou toda a família, inclusive o avô materno Edvar (Casa das Baterias). ‘Maga’ cursará Medicina na UNIPAN, localizada na cidade de Patos de Minas. A mãe Fabiana, juntamente com o esposo ‘Preto’ Macedo, está orgulhosa pela conquista da jovem. Parabéns e sucesso nos estudos.

 

20 dias... O Senado Federal aprovou na última quinta-feira,04, a nova licença-paternidade que agora passa a ser de 20 dias, inclusive nos casos de adoção. Antes a licença era de 5 dias. A decisão dos Senadores agora segue para sanção presidencial.

 

Lula na mira da PF... Na última semana, a Polícia Federal informou ao Ministério Público Federal que abriu inquérito contra o ex-presidente Lula. O objetivo da investigação é apurar se houve participação de Lula na venda de Medidas Provisórias em que o filho do ex-presidente é suspeito de ter recebido dois milhões e meio de reais como propina.

 

Inferno astral... As coisas não andam bem para a família Lula. Os casos do tríplex no Guarujá e do sítio em Atibaia (SP), ambos suspeitos de fruto de corrupção, estão tirando o sono do ex-presidente que nega ser proprietário. Mesmo negando de ‘pés’ juntos, a situação dos Lula se complicou depois da confirmação de que eles frequentaram o sítio mais de 111 vezes em um ano. Além disso, as visitas da ex-primeira dama às obras do tríplex e compra de uma ‘canoa’ para o sítio reforçam a tese do MPF de que eles ocultaram os bens.

 

CPMF... Enquanto o ‘bicho’ pega nos corredores palacianos e no Congresso Nacional contra os políticos acusados de corrupção, a presidente Dilma Rousseff esteve na Câmara Federal para participar da solenidade que marcou o início dos trabalhos legislativos. Entre aplausos e vaias, a presidente disse que o Brasil vive um momento (crise) de ‘excepcionalidade’ e que a aprovação da CPMF é a única saída para o país. Será que ainda existe saída?

 

Em Minas... O governo Fernando Pimentel está se desdobrando para honrar o pagamento da folha dos servidores do estado. O escalonamento do pagamento irritou milhares de servidores que ganham acima de 3 mil reais, em especial os policiais e bombeiros. Segundo notícias veiculadas na última semana, o governo mineiro não pagará o salário base dos professores em fevereiro. O orçamento desse ano prevê um déficit na ordem de 8 bilhões de reais.

 

Incoerência... O jornal ‘Folha de São Paulo’ divulgou na última quarta-feira (03) que os atuais secretários de Pimentel ganham supersalários. “A partir de abril de 2015, quatro meses após a posse do governador Fernando Pimentel (PT), houve aumentos substanciais nos valores pagos mensalmente pelas companhias controladas pelo governo aos seus conselheiros. Com participação nos conselhos de três estatais, o secretário de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, Helvécio Miranda Magalhães, tem uma remuneração mensal de R$ 52.786. O executivo recebe como secretário (R$ 10.130), e como conselheiro do BDMG (R$ 27.600), da Cemig (R$ 11.556) e da Prodemge (R$ 3.500)” – disse a reportagem.

 

Em Arcos... O aumento ‘expressivo’ de 10% nos salários dos servidores, apesar de estar um pouco abaixo do índice da inflação acumulada nos últimos 12 meses, e a promessa de pagamento do piso mínimo para os professores da rede municipal colocaram a prefeitura de Arcos em destaque na região. É que em algumas cidades do Oeste de Minas, prefeitos não concederam nenhum reajuste. Em Bom Despacho, depois de o legislativo ter aprovado o aumento dos salários dos servidores, o prefeito vetou. A alegação é a falta de dinheiro.

 

Arcos vive outra realidade... No mês de janeiro, a administração municipal de Arcos anunciou que houve queda nos repasses do ICMS e que o cofre da prefeitura arrecadou 20% a menos. Nessa semana, em conversa com um secretário municipal, a coluna foi informada que os repasses voltaram à normalidade e que esse ano de 2016 deverá ser bem melhor do que 2015. Talvez seja esse um dos motivos que levou a administração municipal a realizar a festa do Carnaval, diferentemente de outros municípios que cancelaram o evento por falta de recursos.

 

FUMUSA... Enquanto os cofres da prefeitura de Arcos ficam cada vez mais abarrotados de dinheiro, na farmácia da Fundação Municipal de Saúde a reclamação é pela   falta de remédios para a população. A polêmica fita para medição de glicose está em falta novamente. As caixas adquiridas pela Prefeitura no mês passado não deram nem pro ‘cheiro’ e as reclamações continuam. A secretária municipal de Saúde disse que tanto as fitas como parte dos medicamentos já foram adquiridos e que aguarda a entrega dos mesmos.

 

Cores do PT?... Por determinação do governo de Minas Gerais, os prédios da Farmácia de Minas, construídos pelo governo anterior em centenas de cidades, tiveram que trocar as cores da fachada. Anteriormente, os prédios eram da cor verde claro, mas, com a chegada do Partido dos Trabalhadores ao poder, a cor foi substituída pelo vermelho, coincidentemente a cor predominante do partido. O investimento na substituição das cores dos prédios públicos custou aos cofres aproximadamente 4 milhões de reais. O curioso é que sobra dinheiro para tinta, mas falta para remédios. Em Arcos, a fachada da Farmácia de Minas já foi modificada.

 

Alfinetada da oposição... A decisão de levar o Carnaval para a Praça da Floriano Peixoto foi vista como acertada por algumas pessoas, em especial para os comerciantes que trabalham na região. Para os opositores à atual administração, a mudança de local - no edital de licitação constava que a festa seria no ‘lajão’ – foi um atestado de que a ‘praça de eventos’ foi um investimento inútil. “A praça de eventos é tão importante que sequer está sendo usada para o carnaval” – alfinetou um opositor do atual prefeito.

 

Por outro lado... Em respostas aos críticos, a atual administração anunciou que cobrirá o ’lajão’ e que os feirantes serão beneficiados. As obras para erguer a cobertura da área concretada já foram iniciadas e deverão ser concluídas após o Carnaval. Com uma receita que deverá aproximar-se de 100 milhões, somente em 2016, a cobertura do ‘lajão’, apesar de ser importante para a sobrevivência da feira, é considerada uma obra modesta para a Prefeitura de Arcos.

 

Fevereiro de festas... O segundo mês do ano é marcado por aniversariantes ilustres, em especial na família Maximiano. No último 03, Jorge Maximano festejou mais um ano de vida. No dia 04 foi a vez de Batista Maximiano. Na próxima quarta-feira, 10, será a vez de José Maria Maximiano. Outros aniversariantes também comemoraram aniversario na primeira quinzena. Samuel Couto (03), Abel Gonçalves (05), Celso Chagas (04) e José Baltazar ‘Bafora’ (14).

Assuntando por Tadeu Nunes

Site: http://www.jornalcco.com.br/

Aurélio Tadeu Nunes de Sousa é  jornalista - Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo pela PUC Minas Arcos - e responsável pela coluna ‘Assuntando’.

Jornalista do Ano - Merito Empresarial 2012, 2013 e 2014; prêmio ‘Top of Mind’ 2012, 2013, 2014 e 2015; Medalha ‘Mérito Legislativo pela Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais’; ‘Medalha Marechal Deodoro da Fonseca’ e apresentador do programa ‘Bate Papo de Redação’, na Rádio Cidade.