Mérito Empresarial

Assuntando

Publicado em: 18 de janeiro de 2016 às 09h27
Assuntando

Expectativas... Já estamos em 2016!!! Para muitas pessoas – ou talvez para alguns privilegiados - o ano só começará de fato depois do Carnaval. Para a sorte do país, que está afundado em uma crise econômica, a festa popular acontecerá no início de fevereiro. Imagina-se então que o país vai ‘andar’ um pouco mais cedo, mas a preocupação é com o que virá pela frente. Então, para driblar ou superar a crise, é melhor arregaçar as mangas e trabalhar, pois, segundo o ditado popular, ‘Deus ajuda quem cedo madruga’.

 

E por falar em expectativas... Nesse ano, os eleitores irão às urnas para escolherem prefeitos e vereadores. Outros tantos, não se sabe a porcentagem, deverão se ausentar ou votarão em branco ou nulo. A decisão de ‘invalidar’ o voto, mesmo que isso favoreça algum candidato, não parece relevante diante da descrença com a política atual. Em Arcos, na última eleição, cerca de 20% do eleitorado não depositou seus votos em nenhum dos candidatos. Acredita-se que esse índice poderá ser maior esse ano.

 

Carnaval... A realização da maior festa popular do Brasil ainda divide opiniões, principalmente nesse momento em que o país enfrenta um caos na saúde pública. Em algumas cidades, prefeitos estão trocando a folia por investimentos na área da saúde. No interior de São Paulo, uma prefeita utilizará os recursos do carnaval para comprar uma ambulância. Aqui, na região Oeste de Minas, o prefeito de Bom Despacho cancelou a festa e o dinheiro será aplicado na implantação do SAMU no município.

 

Em Arcos... Na contramão da maioria dos municípios brasileiros que anda numa ‘pindaíba’ financeira, a Prefeitura de Arcos comemora, antecipadamente, a previsão da maior arrecadação de toda a sua história: 97 milhões de reais em 2016. E para festejar o crescimento de 12 milhões de reais em seu orçamento, comparando-se com o de 2015, a administração vai realizar 5 dias de folia.

 

‘Lajódromo’... Inicialmente a festa de Carnaval de Arcos seria realizada no ‘lajão’, localizado na avenida sanitária trecho 2, também batizado de ‘lajódromo’ pelo professor Dimas Rodrigues. Mas resolveram transferir a festa para a praça Floriano Peixoto, região central da cidade. Até o fechamento dessa coluna, as bandas não haviam sido anunciadas. Acredita-se que as atrações serão as mesmas de outros carnavais. Há quem goste da festa e por isso desejo aos seus apreciadores uma excelente diversão.

 

Reajuste salarial 1...O Ministério da Educação anunciou na última quinta-feira (14) o índice de reajuste do piso salarial dos professores para esse ano: 11,36%. De R$ 1.917,78, pagos em 2015, o novo piso saltou para R$ 2.135,64. Segundo o governo, o ganho real foi de 0,69% sobre o índice da inflação. Esse valor é pago aos profissionais com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

 

Reajuste salarial 2... Os professores da rede municipal de Arcos devem estar pensando: esse piso será pago a partir de janeiro? Em 2013, quase dois anos após o Supremo Tribunal Federal estabelecer o valor do piso e exigir o seu pagamento por parte dos estados e municípios, os professores arcoenses tiveram que recorrer à Justiça para garantir os seus direitos. Agora, além do novo piso dos professores, a atual administração terá que negociar com o Sindicato dos Servidores Municipais que reivindica 27% de aumento nas remunerações de todos os servidores ativos e inativos.

 

Greve?... A coluna obteve a informação de que a atual administração de Arcos descartou completamente a proposta do Sindicato dos Servidores e deverá apresentar uma contra-proposta que pode variar entre 13 e 15%. No ofício que encaminhou ao prefeito de Arcos, a presidente do Sindicato Vitória Veloso não descartou a possibilidade de ‘greve’.

 

Depois de 12 anos... Os Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais, que há 13 anos não sabiam o que era um dia de atraso no pagamento de seus vencimentos, estão ‘indignados’ com o atual governo de Minas. É que nos últimos dois meses, o pagamento dos salários dos servidores não ocorreu no 5º dia útil, mas, acredite, o que é ruim pode piorar. A partir de março, o pagamento da folha dos servidores poderá ser escalonado. Sindicatos que representam a classe já anunciaram uma paralização geral para o dia 27, próximo. Policiais Militares e Civis não descartam a possibilidade de greve. A tensão é grande entre os sindicatos e o governo de Minas. Vale ressaltar que boa parte dos servidores estaduais votou a favor do atual governador.

 

‘Bate Papo de Redação’... Na última quinta-feira,14, Padre Almerindo Silveira participou do programa da Rádio Cidade. Por quase uma hora, o líder religioso falou da Festa de São Sebastião que está sendo realizada no dia de hoje na comunidade rural do Barreiro. Sobre as questões sociais e políticas do país, Padre Almerindo acredita num futuro melhor e que é preciso apostar em novas lideranças. Questionado se aceitaria comandar a educação pública de Arcos, Almerindo foi objetivo na resposta: ‘aceitaria, desde que eu tivesse autonomia em tudo, inclusive na escolha da equipe, ao contrário do que se vê nos dias atuais’. Padre Almerindo Silveira fez questão de ressaltar que a solução para os problemas no Brasil só será possível através da Educação e acrescentou: “em Arcos existem grandes educadoras que poderiam estar contribuindo com o processo educacional. Cito, por exemplo, a Dona Lázara (Inpa) que é uma pessoa brilhante” – destacou o Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário.

Assuntando por Tadeu Nunes

Site: http://www.jornalcco.com.br/

Aurélio Tadeu Nunes de Sousa é  jornalista - Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo pela PUC Minas Arcos - e responsável pela coluna ‘Assuntando’.

Jornalista do Ano - Merito Empresarial 2012, 2013 e 2014; prêmio ‘Top of Mind’ 2012, 2013, 2014 e 2015; Medalha ‘Mérito Legislativo pela Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais’; ‘Medalha Marechal Deodoro da Fonseca’ e apresentador do programa ‘Bate Papo de Redação’, na Rádio Cidade.