Vende-se Apartamento

Fugindo da segunda divisão

Publicado em: 02 de dezembro de 2019 às 08h19
Coluna Esporte

(Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 30/11/2019) - Edição 2029

Marlon Santos

ALÔ, ARCOS! O título da matéria retrata o que realmente acontece com todo clube que disputa o campeonato brasileiro de futebol, afinal, é uma disputa de interesses financeiros e particulares. O Atlético mineiro vive um momento em que retrata o ano futebolístico mineiro. Os alvinegros não conseguiram obter sucesso em nenhuma competição, mas praticamente não correm risco de disputar a famigerada segunda divisão do futebol brasileiro. Já o Cruzeiro está convivendo com um momento de incertezas, tratando-se de primeira divisão. Os ‘celestes’ foram detentores do Campeonato Mineiro e parecia que teriam um ano tranquilo, mas tudo não passou de uma grande ilusão e atualmente os cruzeirenses vivem um inferno astral, porque estão muito perto de caírem para a ‘segundona’ do brasileiro. A situação do Cruzeiro é quase impossível de ser explicada, afinal, seu grupo de jogadores conta com atletas de alto nível e também experientes o suficiente para superarem situações adversas. A segunda divisão atormenta o torcedor cruzeirense e também membros da diretoria e alguns jogadores. Quando digo ‘alguns jogadores’ é justamente pela carreira promissora que poderiam ter, entre eles o meio campista Éderson e os zagueiros Cacá e Fabrício Bruno. O mesmo não se pode dizer de David, pois é um atacante omisso e que não consegue marcar gols, mas incrivelmente é titular de um dos maiores clubes de futebol do Brasil.

O América vai aos poucos conquistando sua vaga na elite do futebol brasileiro, em uma das reações históricas do futebol. Os americanos conseguiram fugir da terceira divisão e atualmente são favoritos a chegar à primeira divisão. Caso alcance seu objetivo, o América vai escrever um dos mais belos capítulos de sua história. Como foi dito no início da matéria, todos têm como principal objetivo “fugir da segunda divisão”. Quem está disputando esta famigerada ‘segundona’ tem que sair; e quem está longe dela, não quer chegar. Coisas que só o futebol pode explicar.

 

Futebol de Arcos

Em Arcos convivemos com um ano de incertezas, foi  um ano atípico, com pouco futebol e muitas reclamações nos bastidores. O torcedor ficou perplexo com tudo que aconteceu dentro e fora de campo, uma verdadeira disputa de vaidades e as vítimas foram os atletas e os torcedores. Dizer que teremos um ano de 2020 um pouco melhor seria precipitado, pois ninguém imagina o que poderemos esperar de um ano totalmente focado na disputa política em todos os municípios brasileiros. Geralmente o ano político reserva grandes surpresas para o esporte em todas as cidades e quem convive com o futebol de campo amador sabe muito bem como funciona esta celeuma esportiva. No próximo ano, teremos os famosos “amantes do esporte” e que, por ironia do destino, sempre mostram seu carinho pelo desportista de quatro em quatro anos. O problema é que justamente aqueles que são os maiores interessados, ou seja, os protagonistas esportivos, cedem facilmente a qualquer mimo; e assim, nada de diferente deverá acontecer nos próximos anos.

 

Triste realidade

Como era de se esperar, as categorias de base foram esquecidas mais uma vez, em um ano que tivemos pouco futebol. Nossas promessas ficaram sem disputar o campeonato municipal; e com isso, o tempo vai confirmando a triste realidade dos jovens atletas. Sei que estou sendo chato, mas insisto em afirmar que temos que rever esta situação, tratando-se da categoria de base, pois é onde tudo começa e podemos sonhar com dias melhores para o nosso futebol. O Campeonato Arcoense de Futebol é um exemplo e foi durante esse torneio que  acompanhamos de perto o desempenho de diversos atletas que um dia estiveram disputando o municipal da categoria de base. Obviamente que minha insistência não deverá render frutos, mas espero que em um futuro próximo esta situação seja revista e que possamos novamente acompanhar de perto nossos futuros cidadãos. Concorda?

Coluna Esporte por Marlon Santos

E-mail: marlonsantos@jornalcco.com.br