Vende-se Apartamento

Os Pastores de Ovelhas nos Tempos de Cristo

Publicado em: 02 de dezembro de 2019 às 08h58
Identidade Presbiteriana

(Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 23/11/2019) - Edição 2028

Rev. Saulo de Oliveira Matos

Sempre que pensamos ou falamos a respeito do Natal, temos em mente aquele evento que marcou a história da humanidade: o nascimento de Jesus Cristo! E a nossa questão agora é: quem soube da ocorrência deste precioso evento em “primeira mão”? Qual foi a reação destas pessoas?

Pastores de ovelhas não gozavam de boa reputação em Israel. Eram vistos como pessoas desonestas e pouco confiáveis. No entanto, foi a eles que Deus, em sua grande misericórdia, escolheu anunciar as boas novas mais extraordinárias que o mundo já ouviu, a saber, que o Messias há muito esperado havia nascido. Isso já havia sido profetizado há quase sete séculos em Miqueias 5.2: “E tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” Retomamos à pergunta: como eles reagiram a essa notícia? Você querido leitor já imaginou qual seria sua reação?

Primeiro, foram até Belém conferir pessoalmente. Sua reação não foi nem de credulidade nem de incredulidade. Eles foram investigar os fatos de forma imparcial e sem preconceitos. Assim, eles “correram para lá” (Lucas 2.16) e encontraram aquilo que estavam procurando. Depois de terem visto Jesus, eles “contaram a todos” o que haviam visto e ouvido (Lucas 2.17). Não puderam guardar as boas novas para si, pois eles queriam que todos soubessem. Por fim, “os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido” (Lucas 2.20).

Em outras palavras, sua experiência resultou em adoração e testemunho. O texto bíblico diz que eles “voltaram”. Não passaram o resto de suas vidas no estábulo ou matando o templo ao redor da manjedoura. Ao contrário, eles retornaram para o serviço no campo e às suas ovelhas, voltaram para suas casas, para suas esposas e filhos. Seus trabalhos e suas casas continuavam os mesmos, mas eles já não eram mais os mesmos. Eles agora eram novas pessoas, embora a situação fosse a mesma. Eles mudaram porque viram a Jesus. Em seus corações havia agora um espírito de admiração e adoração.  

O encontro com Jesus Cristo é sempre uma experiência transformadora, pois acrescenta uma nova dimensão ao nosso velho estilo de vida. Como temos reagido ao nascimento de Cristo? Com indiferença, ou glorificando e adorando a Deus como os pastores o fizeram? Deus sempre honra o ajuntamento de seu povo e sempre está chamando aos seres humanos, como àqueles pastores a dois mil anos atrás.

Prezado cidadão de Arcos, também queremos compartilhar esse tesouro (O EVANGELHO DE CRISTO JESUS) contigo na Igreja Presbiteriana de nossa cidade. O convite está feito a ti e família. Local? Na Av. Governador Valadares, 248, no Centro de Arcos.

Identidade Presbiteriana por Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos

Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos
Avenida Governador Valadares, 248, Centro

Facebook: Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos        Instagram: @ipbarcos