Vende-se Apartamento

Tratamento da Obesidade

Publicado em: 14 de agosto de 2017 às 09h15
Saúde

( Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 12/08/2017) - Edição 1908

Dr. Tarcísio Narcísio Silva

 

Quando devemos optar pela cirurgia bariátrica?

A obesidade é um dos problemas de saúde que mais vem aumentando nos últimos anos, tanto no Brasil quanto no mundo todo. Existem causas diversas para esse problema, desde tendências hereditárias, alterações hormonais e metabólicas até simples maus hábitos de vida facilmente corrigíveis.

O tratamento envolve em todos os casos adoção de hábitos de vida saudáveis e correção de distúrbios metabólicos quando presentes. Quando essas medidas falham, a cirurgia bariátrica (cirurgia para obesidade) está indicada. No entanto, existem situações onde a cirurgia tem resposta mais satisfatória, assim como situações onde deveria ser evitada.

 

Quando a cirurgia pode ser realizada?

As diversas associações médicas no mundo todo que lidam com o tratamento da obesidade têm consenso nessa questão. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (www.endocrino.org.br) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (www.sbcbm.org.br) definiram os critérios para indicar ou não a cirurgia:

1-    IDADE: pessoas entre 16 e 65 anos de idade podem realizar a cirurgia. Antes de 16 anos e após 65 anos de idade precisa de uma avaliação caso a caso para se evitar complicações.

2-    FALHA DE TRATAMENTO CLÍNICO: exige-se que a pessoa tenha tentado o tratamento clínico (dieta, exercícios físicos e medicações quando indicadas) por pelo menos 2 anos; se após esse período for constatado que o paciente não teve resposta satisfatória, pode ser indicada a cirurgia.

3-    INDICE DE MASSA CORPORAL: todos com IMC acima de 40 são candidatos à cirurgia; IMC entre 30 e 40 poderão ser indicados para cirurgia se apresentarem condições de saúde associadas ou agravadas pela obesidade, como diabetes, hipertensão, problemas circulatórios e ortopédicos, ovários policísticos, apneia do sono, etc.

 

Quando a cirurgia deve ser evitada?

A primeira questão que deve ser analisada é qual a causa da falta de resposta ao tratamento clínico. Muitos pacientes nunca tiveram oportunidade de realizar uma avaliação mais detalhada de seu caso. Com isso, nunca conseguiram, por exemplo, seguir uma dieta porque não receberam tratamento adequado de transtorno de ansiedade. Outros pacientes, por falta de orientação, criaram uma falsa expectativa de se tornarem magros, ao invés de se contentarem em perder um excesso do peso. Mas uma grande parcela dos pacientes que falham com o tratamento clínico na verdade nunca se dedicou com mudanças de hábitos, reeducação alimentar e exercícios regulares. Nesses casos, a cirurgia terá um alto risco de insucesso ou de complicações.

A outra questão que devemos ter cuidado é se o paciente tem condições emocionais, entendimento e apoio familiar para a cirurgia. Pacientes psiquiátricos só poderão ser submetidos à cirurgia se estiverem devidamente controlados. A pessoa que vai para a cirurgia bariátrica precisa entender corretamente como deverá ser a dieta, uso dos suplementos, datas dos exames e das consultas com toda a equipe (cirurgião, psicólogo, endocrinologista, nutricionista), cuidados com o corpo, exercícios físicos, abandono de vícios (álcool, cigarro, etc). Se não houver esse entendimento ou suporte familiar a cirurgia deve ser evitada.

Saúde por Dr. Tarcísio Narcísio Silva

Médico Endocrinologista e Metabologista - CRM 36.468