Animalis

30 de novembro: Dia da Amizade Argentino-Brasileira

Publicada em: 30 de novembro de 2021 às 16h47
Geral

Crédito: Victor Bugge

30 de novembro: Dia da Amizade Argentino-Brasileira

No dia de hoje, 30 de novembro, é comemorado o dia da amizade entre o Brasil e a Argentina, países vizinhos e parceiros de longa data. Essa data foi instituída em 2004 com o objetivo de dar ainda mais visibilidade para a relação entre os dois países devida a tamanha importância dessa parceria e a sua relevância no cenário internacional, principalmente na América do Sul, visto que os dois países são responsáveis por 63% da área total do continente, 60% da população e 61% do Produto Interno Bruto (PIB). O Brasil é o principal parceiro comercial da Argentina, e a Argentina é o terceiro principal do Brasil, ficando atrás da China e dos Estados Unidos, apenas.

A celebração da data foi acordada entre os dois presidentes da época, o argentino Néstor Kirchner, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, o dia escolhido foi em comemoração ao encontro dos presidentes Raúl Alfonsín e José Sarney, na cidade brasileira de Foz de Iguaçu em 30 de novembro de 1985, esse encontro possui um grande destaque para a história pois simbolizou a redemocratização dos dois países e o início do processo de integração regional, que culminou com a criação do bloco econômico Mercosul em 2001.

Mais que apenas uma data para relembrar e enfatizar a importância dessa relação, podemos destacar outros benefícios trazidos a partir da aproximação dos países e da fortificação dessa relação bilateral. Muito além das importações e exportações, que são essenciais para o desenvolvimento de ambos os países, diversos acordos de cooperação foram firmados desde 1985, acordos com o objetivo de facilitar a entrada, saída e permanência de brasileiros na Argentina e vice-versa, acordos para garantir a igualdade de direitos civis e alianças em prol do desenvolvimento econômico e social.

Comércio Exterior

No entanto, não podemos deixar de citar como estão as relações comerciais entre o Brasil e a Argentina e quais produtos mais se destacam nas importações e exportações dos dois lados.

Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), no acumulado dos primeiros dez meses deste ano, a quantidade de itens argentinos importados pelo Brasil já atingiu o valor de US$9,36 bilhões, alta de 45,4% em relação ao mesmo período de 2020. Nas exportações para o país vizinho, o total até o momento foi de US$9,87 bilhões, gerando um saldo positivo de US$509,7 milhões para o Brasil.

Os produtos da indústria de transformação são predominantes na nossa pauta exportadora, com destaque para os veículos automóveis de passageiros, responsáveis por 11% do total exportado neste ano, seguido por suas partes e acessórios que são exportados separadamente, com 9,5% de participação, produtos de ferro e aço, veículos para transporte de mercadorias, papel, motores de pistão, máquinas e aparelhos elétricos, pneus, dentre outros.

Nas importações, os veículos automóveis para transporte de mercadorias predominam com 20% de participação, em seguida vem o trigo, com 13%, veículos de passageiros com 12% e energia elétrica, 7,2%, que ganhou bastante destaque esse ano devido a crise hídrica e energética do Brasil, que vem demandando energia externa para suprir o país. Quanto aos demais produtos, a indústria de transformação também é o grande destaque com com diversos itens relacionados a veículos, motores, equipamentos de plástico e metais.

Fonte: uxcomex.com.br