Animalis

Alerta à população devido às chuvas

Publicada em: 11 de janeiro de 2022 às 15h28
Geral
Estado de Minas Gerais

ATUALIZAÇÃO: 15h00min - 11/01/2022

Devido ao grande volume de chuvas que atinge a nossa região, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, em ações de Defesa Civil, estão monitorando as diversas cidades sob suas responsabilidades, 24 horas por dia, com todo o efetivo empregado, além de manter o policiamento ostensivo e demais atividades e específica de bombeiro e atribuições de segurança pública.

Três municípios decretaram situação de emergência: Patos de Minas, Carmo do Paranaíba e Presidente Olegário.

Os pontos que merecem atenção da população são:

PATOS DE MINAS:

- As águas do Córrego Monjolo veem subindo e, ao fim do dia, haviam alcançado 6 residências. A prefeitura prestou auxilia as famílias das residências atingidas, que se realocaram em residências de familiares.

- No dia 09Jan22-Dom, por volta das 22h30 o Córrego Monjolo transbordou sobre a Avenida Fátima Porto no cruzamento com a Av. Piauí. Um veículo ficou preso em meio às águas, mas o condutor conseguiu deixar o veículo em segurança. Transbordo foi temporário e o rio retornou para dentro da calha pouco tempo depois.

-No dia 10Jan22-Seg, o acesso à Avenida Parque, saindo da Avenida Fátima Porto, lado oposto à Avenida Paranaíba, continua interditada, devido ao deslizamento de terra. Sem risco às residências próximas.

- No dia 10Jan22-Seg, ainda persiste a situação das inundações em algumas residências no final da Rua Carmo do Paranaíba. A título de conhecimento 6 imóveis que estavam com risco a segurança dos moradores já foram desocupados (moradores deslocaram para residências de familiares).

- No dia 10Jan22-Seg, os Bairros Jd. Paulistano e Vila Rosa, também persiste a situação de inundações de algumas residências, porém, moradores já saíram dos imóveis. Parque Ecológico com vários locais inundados.

- No dia 10Jan22-Seg, Ponte do Rio Paranaíba/acesso a Suinco, relevante elevação do volume de água, foi constatado que à água está à aproximadamente 2 metros da ponte. Não há risco de transbordo sobre a ponte e sem risco atual de interdição.

- No dia 10Jan22-Seg, Bairro São José Operário, Rio Paranaíba transbordou nas proximidades, mas ainda não há risco de que residências sejam alcançadas.

- No dia 10Jan22-Seg, Bairro Santa Luzia, devido ao aumento do volume de água, persiste o problema onde as inundações se aproximam das residências. A empresa Lactoval já foi atingida bem como alguns imóveis, contudo, sem risco a segurança das pessoas ou as instalações. Permanece o risco do transbordo do Rio Paranaíba para a Avenida Vitória da Conquista.

- No dia 10Jan22-Seg, Bairro Copacabana, elevado nível de água, sem risco de inundação de imóveis.

- No dia 10jan22-Seg, as seguintes vias foram atingidas pelas águas do Córrego Monjolo e do Rio Paranaíba conforme detalhamento a seguir:

- Rua Lázaro Alves Neto: água alcançou uma casa onde não há morador.

- Rua Vitória da Conquista: encosta às margens do rio cedeu atingindo parte da calçada e há risco de desmoronamento. Sem risco até o presente momento aos imóveis.

- Rua Bahia: água transbordada atingiu a estação da COPASA, mas não há risco para as casas próximas.

- No dia 11Jan21-Ter, praticamente todas as casas da Rua José Dias Vieira, Jardim Paulistano que margeiam o córrego foram atingidas pelas águas. Equipes da Defesa Civil e prefeitura foram acionadas para auxílio na retirada dos moradores e de seus pertences.

- No dia 11Jan21-Ter, a ponte de acesso ao Jardim Paulistano, pela Rua Vereador João Pacheco, foi interditada devido o nível da água esta acima da ponte.

- No dia 11Jan21-Ter, as águas do rio atingem a parte final a Rua Ernane Lemos, bairro Jardim Paulistano. Foi solicitado apoio ao CBMG para remoção de moradores em uma residência no final de tal rua.

- No dia 11Jan21-Ter, por volta das 01h20min, a Ponte do Arco, sobre o Rio Paranaíba na Avenida Joaquim Fubá foi interditada. Militares do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar certificaram que a água iniciou o contato na parte inferior das vigas. Ponte que liga Patos de Minas à zona rural e industriais da cidade.

LAGOA FORMOSA:

- No dia 09Jan22-Dom, na Rua Sebastião Galdino, 175, Bairro Belvedere, foi constatado movimentação do solo que danificou o muro do imóvel, contudo sem atingir construção habitada.

- No dia 10Jan22-Seg, persiste situação do alagamento da ponte que liga Santana de Patos ao município de Lagoa Formosa. Até presente momento o local sem possibilidade de trânsito de veículos. VARJÃO DE MINAS:

- No dia 10Jan22-Seg, rodovia BR-365, km 369 e km 357, município de Varjão a Patos de Minas, pista interditada devido a deslizamento. Por volta das 19h50min, a pista foi liberada nos dois sentidos, contudo com risco de novo deslizamento de terra.

- Aterro de represa que se localiza na estrada que liga BR 365 a Comunidade de Galena, município de Varjão de Minas, a água subiu e existe risco de rompimento. Funcionários da Fazenda São João estão trabalhando no local para aumentar a vazão de água. Trânsito impedido nos dois sentidos.

- Em 11Jan22-Ter, devido ao aumento no volume na represa da cidade, as águas estão chegando aos quintais de algumas casas localizadas a Rua Dona Belinha, Bairro Centro. Moradores cientes e orientados. Coordenadas: -18.381957 e -46.030785.

SÃO GONÇALO DO ABAETÉ :

- Rio Abaeté já está “tocando” a ponte na estrada vicinal MG 060 que liga São Gonçalo do Abaeté a comunidade de Lagoa do Canastrão, Morada Nova, Tiros e outras localidades.

SÃO GONÇALO DO ABAETÉ, DISTRITO DE BEIRA RIO:

- No dia 08Jan22-Sab, por volta das 22h00min, foi constato o transbordo das águas de um córrego sobre a estrada que liga as localidades de Beira Rio ao Pontal do Abaeté. Apesar do risco, veículos mais altos ainda conseguiam passar pelo ponto.

- No dia 10Jan22-Seg, devido aos danos causados pela chuva e aumento do volume de água, a ponte que liga as localidades de Beira Rio a Pontal do Abaeté, segue com necessidade de acompanhamento, provável interdição.

CARMO DO PARANAÍBA:

- No dia 08Jan22-Sáb, as águas do Rio Paranaíba transbordaram passando por cima de uma ponte que liga o a região de Catulés à área urbana de Carmo do Paranaíba.

- No dia 09Jan22-Dom, por volta das 22h30min, LMG-743, na altura km 80, a via que é a principal ligação entre Carmo do Paranaíba e o distrito de Quintinos encontra-se totalmente bloqueada, com afundamento no asfalto.

- No dia 10Jan22-Seg, Povoado de Pimentas, Carmo do Paranaíba. Cerca de 80 moradores da região estão isolados, sem acesso a outras localidades, Ponte do Rio da Lage submersa.

- No dia 10Jan22-Seg, estrada que dá acesso a Arapuá e Quintinos obstruída por um deslizamento de terra. Realizado contato com a prefeitura para desobstrução dessa via rural.

- Na data de 10/01/2022 o Prefeito de Carmo do Paranaíba decretou Estado de Emergência.

SÃO GOTARDO:

- No dia 08Jan22-Sáb, a ponte situada no entroncamento das Ruas São José, Padre Kerdole e a Avenida Presidente Vargas sofreu danos estruturais e foi interditada pela prefeitura. Local segue interditado até o presente momento.

- No dia 10Jan22-Seg, registrada a queda de duas pontes e uma outra parcialmente, sobre as pontes: - Ponte sobre o Córrego Confusão que liga o Bairro Alto Bela Vista e à estação de tratamento de esgoto da COPASA e a algumas propriedades rurais, trânsito totalmente interditado.

- Ponte sobre o Córrego Confusão na região dos Coqueiros “Paulo Márcio” que dá acesso a várias propriedades rurais. Local interditado totalmente, havendo outro acesso pela estrada de Abaeté dos Venâncios.

- Ponte sobre o Rio Funchal que dá acesso à região de Campos Domingos Pereira. Local parcialmente interditado, passando um veículo por vez e devido a lama e áreas de atoleiros, somente veículos 4x4 trafegam por essa via, há riscos de deslizamento de terra.

TIROS:

- No dia 09Jan22-Dom, foi constatado que uma encosta ameaçava ceder e levar consigo imóveis situados sobre ela. Um dos moradores deixou o imóvel que habitava prontamente, mas outro resistiu em abandonar o imóvel. A prefeitura foi acionada a fim de que as medidas pertinentes fossem adotadas, últimas informações que o morador resistente se prontificou a sair do imóvel.

- No dia 10Jan22-Seg, rodovia MGC-352, que liga os municípios de Tiros e Arapuá, via erodida com passagem limitada de veículos e com iminência de interrupção total.

- No dia 10Jan22-Seg, Ponte sobre o Rio Abaeté na MGC-352, entre os municípios de Tiros e Arapuá, intransponível no momento.

ARAPUÁ:

- No dia 10Jan22-Seg, residência fora do perímetro urbano atingida por uma árvore devido a deslizamento de terra, sem vítimas.

PRESIDENTE OLEGÁRIO:

- Na data de 08Jan22-Sáb, com a chuva, algumas vias foram interditadas devido a deslizamentos, locais foram fechados na ocasião. São alvos de monitoramento.

- No dia 08Jan22-Sáb, três residências na área urbana foram inundadas, no dia 09jan22-Dom, por volta das 22h30 os imóveis novamente foram atingidos.

- No dia 09Jan22-Dom, uma encosta começou a ceder, causando trincas em uma via. Abaixo dessa encosta há uma residência cujo morador concordou em deixá-la.

- No dia 10Jan22-Seg, a lagoa situada na Avenida Eng. Eli Pinheiro transbordou, inundando diversas vias do município. Há riscos caso ocorra novo transbordo de atingir três residências, os moradores desses locais já foram cientificados e estavam tomando providências.

- No dia 10Jan22-Seg, na rodovia da MGC-354, km 153, direção ao município de Patos de Minas, pista totalmente interditada, o asfalto no local cedeu, pista comprometida. DER foi acionado para providências. Por volta das 22h40min, uma carreta não respeitou a sinalização e tentou passar pelo local, ficando com as rodas presas no asfalto que estava cedendo. Na parte da manhã, será realizada uma avaliação no local para verificar a retirada em segurança do veículo. Local sinalizado.

- No dia 10Jan22-Seg, a Rua Nossa Sra Aparecida, nº 291, apresentou diversas rachaduras causadas pela chuva. Prefeitura foi cientificada.

- No dia 10Jan22-Seg, erosão na Rua Olímpio Clementino, grande risco de atingir as residências. Prefeitura já ciente e auxiliou a retirada dos pertences dos moradores.

- No dia 10Jan22-Seg, o sistema de captação e abastecimento de Água em Presidente Olegário com operações suspensas em razão de inundação por água. Segundo o técnico da COPASA responsável no município, o abastecimento deverá voltar gradativamente ainda na noite de hoje, dia 10/01/2022.

- No dia 11Jan22-Ter, a COPASA não conseguiu restabelecer o abastecimento de água. Segundo o representante da empresa, vão tentar restabelecer nesta data, na parte da tarde, caso as chuvas derem uma trégua. Os bairros Santa Rita, Mateus Caixeta, Saltador, Américo Caetano já estão com falta de água.

- No dia 11Jan22-Ter, na LMG 726 - acesso de Presidente Olegário a comunidade da Galena e Andrequicé - a via está interditada pelas águas do Rio da Prata.

LAGOA GRANDE:

- No dia 09Jan22-Dom, Ponte do Córrego dos Porcos que liga os municípios de Lagoa Grande e Vazante, foi interditada em razão de parte do aterro que suporta ter sido erodida.

CRUZEIRO DA FORTALEZA: 

- No dia 08jan22-sáb, rompeu-se a ponte que liga a região rural "CAVA/JACÚ", no município de Cruzeiro da Fortaleza, entre Brejo Bonito, Cruzeiro da Fortaleza e Serra do Salitre. Moradores, trabalhadores e usuários da ponte estão dando a volta pela BR 146.

GUIMARÂNIA:

- No dia 09jan22-Dom, houve erosão próxima às margens da Av. Amazonas na região onde o Córrego da Louca passa sob a via. Em razão do incidente a Avenida foi interditada.

- No dia 09jan22-Dom, houve uma erosão às margens da rodovia LMG 737 à altura do Km. A rodovia liga a cidade de Guimarânia a Cruzeiro da Fortaleza. O DEER colocou barreiras de asfalto para conduzir a enxurrada para local onde cause menos danos e local foi sinalizado com cones. Apesar do incidente, não há impacto no trânsito e veículos seguem passando normalmente no ponto.

COROMANDEL:

- No dia 08Jan22-Sáb, o Ribeirão Santo Antônio do Bonito transbordou por sobre a ponte da estrada que dá acesso à Rocinha, Mateiro e Pântano, impedindo a passagem de veículos.

- No dia 08Jan22-Sáb, o Córrego das Lajes transbordou sobre a ponte da estrada que liga Coromandel a Pântano (próximo a comunidade do Catitu). Caminhões que tentaram passar pelo local acabaram atolando, impedimento que qualquer outro veículo passasse pelo local.

- No dia 11Jan22-Ter, conforme repassado pela Prefeitura municipal, a ponte da estrada que liga a comunidade de Alegre a Lagamar está interditada.

SITUAÇÃO DAS RODOVIAS: 

– 11JAN22-TER Neste momento temos três rodovias totalmente bloqueadas devido às chuvas!

- LMG 743, km 80,7 entre Quintinos e Carmo do Paranaíba;

- MGC 354, km 152 a 156, entre Patos e Presidente Olegário. No km 153 o asfalto desceu e percebe-se que tem àgua escorrendo por baixo, o que o fragiliza bastante.

- BR 352, Devido às rachaduras aumentarem e a erosão não parar de ceder nas encostas, a prefeitura de Tiros colocou cavaletes interditando no sentido Tiros/Arapuá.

BLOQUEIOS PARCIAIS:

- MG 187, KM 08. Neste momento DER no local fazendo a manutenção da pista. Em sistema Pare/Siga.

- BR-365, sentido Patos/Varjão de Minas com pista liberada, porém pista extremamente escorregadia no local devido à lama.

- Outros Pontos de interdição parcial Br 365: Km 372 Moreiras (meia pista decrescente); Km 369 ( meia pista decrescente); Km 367 ( meia pista crescente).

- MG 235, km 77, São Gotardo, sentido Matutina;

PONTOS EM MONITORAMENTO:

- MG 230, km 43. Na madrugada do dia 09/01 ocorreu um pequeno deslizamento de terra, que não comprometeu o fluxo de veículos. Informado o DER de Araxá, responsável pela via;

- MGC 354, km 81, entre Lagamar e Vazante, teve um pequeno deslizamento de terra. Informação repassada ao DER;

- BR 352, km 197, onde se encontra a ponte sobre o Rio Babilônia. Apesar de no dia 08Jan21, às 17:30, ter sido contatado que o Rio Babilônia está a aproximadamente 05 metros da ponte, o nível tem subido consideravelmente rápido;

- MGC 352, km 282, entre Arapuá e Tiros. Há alguns buracos grandes na pista, no entanto, os veículos ainda passam pelo local. A situação foi informada ao DER;

- LMG 726, entre Presidente Olegário e Galena. A via não é pavimentada o que, por si só, torna o trânsito difícil em tempos de chuva. Quanto às pontes existentes no local, os rios da Prata e Salitre estão com volumes de água elevado, no entanto, ainda não o suficiente para interdição da via. A Polícia Militar e o Bombeiros Militar orientam a população a evitar tais locais e se coloca à disposição, via 190 e 193 respectivamente, para apoio e informações. Alerta também que durante o período chuvoso sejam realizados somente os deslocamentos realmente necessários.

Fonte: Agência Regional de Comunicação da 10ªRPM