Agropecuária Teixeira e Silva

Arcoense participa de série da Rede Globo

Publicada em: 14 de setembro de 2021 às 17h22
Geral

(Matéria publicada pelo Jornal CCO impresso em 04 de setembro de 2021) Edição 2118

Rogério Luís Bernardi Rodrigues Rosa, 21 anos, ator e modelo nascido em Arcos, é um dos nomes que fazem parte da quinta temporada da série "Sob pressão", da Rede Globo de Televisão.

É filho de Rogério Rosa Ferreira (conhecido como "Léo"), dono de uma empresa que atende o Brasil todo na área de tubulações e montagens industriais. A mãe, Dirlei, ou "Di", é engenheira e atualmente mora em Belo Horizonte. Rogério tem três irmãos: Maria Luiza (19 anos), Maria Antônia (de 12 anos) e Tales (de 28 anos).

Nascido em Arcos, foi morar com o pai no Rio de Janeiro, aos 8 anos de idade. Desde então, Léo o inscreveu em agências de modelo.

Seu primeiro trabalho foi aos 12 anos, um comercial no qual atuou ao lado do lutador de MMA Vitor Belfort, para a empresa Sky Brasil, em 2012. Fez participações em novelas como "O tempo não para", "Verão 90" e na série Malhação - Toda forma de amar, em 2019; todas da rede Globo de televisão. Fez campanhas de publicidade para as Lojas Leader, no Rio de Janeiro, uma rede de lojas de vestuário com filiais em diversos estados brasileiros. "Talento e sorte andam juntos. Quando aparece um, aparecem dois. Se aparecem três, aparecem seis. E o caminho vai seguindo", comenta sobre os trabalhos.

Na hora de responder qual o trabalho que mais gostou, não teve dúvida: "Adorei fazer Malhação. Eu não tinha um personagem, eram algumas cenas. Além de estar no Projac e pelas facilidades que eu tinha, o tratamento que a 'galera' de Malhação recebe é muito bom. Se eu precisava de um carro, a produção prontamente conseguia. Você consegue tudo muito fácil", comenta.

Rogério não gosta do teatro: "Pra você ser um bom ator você precisa estar sempre praticando, não significa que tenha que estar fazendo teatro. Na minha visão, teatro é uma coisa, televisão é outra. Fiz teatro quando criança, na escola. Fora isso eu nunca subi num palco na minha vida. E não me interesso muito. Sou mais da TV. Já fiz vários cursos de televisão, expressão, como comportar de frente da câmera, vídeo, passarela. Muitos cursos", ressalta.

Série "Sob Pressão"

No dia da entrevista foi a estreia da 4ª temporada de "Sob Pressão", série de drama médico, da Rede Globo, na qual ele conseguiu seu primeiro grande papel. Rogério contou um pouco sobre seu personagem na série: "Ele se chama Erick, é piloto de motocross. Eu tive que tirar carteira de moto só para fazer a gravação. Ele e o amigo Túlio (Igor Fernandes) vão competir nos EUA. Erick namora Dani (Jade Cardoso), que sofre um acidente e por isso ele, mesmo frustrado, acaba não indo para o exterior para ficar com a namorada", conta.

Na série, atuam grandes nomes da televisão brasileira. Rogério descreveu a sensação de poder atuar ao lado dessas pessoas: "Foi fantástico! Estar frente a frente, conversando com a Marjorie Estiano. Drica Moraes conversando comigo olho no olho na cena, foi incrível!". Ele relembra outros nomes com os quais contracenou em outros trabalhos, como Juliana Paiva e Lucca Picon, com quem cultiva grande amizade. Além de comentar sobre cenas que assistiu, pelos bastidores, de Antônio Fagundes e Caio Castro: "É fantástico estar tão próximo a atores gigantes atuando, ver isso acontecendo na sua frente", exclama.

Futuro

Rogério comenta que continua fazendo testes por meio das agências DesirUp e ID actors. "Faço testes quase diários para cinema, séries do Globoplay. Estou no aguardo de vários testes saírem, a qualquer momento alguém pode me ligar dizendo 'Você passou'", fala.

Pretende fazer faculdade no ramo da engenharia para continuar trabalhando na empresa do pai. "Quando estou no Rio é porque tenho trabalho. Mas a empresa é do meu pai, então, não posso deixar a peteca cair. Fico na área administrativa, faço pelo computador. Estou sempre ligado nos e-mails, em tudo que tem que ser feito", explica.

Ele diz que concilia os dois trabalhos com o apoio do pai: "Meu pai sempre me apoiou muito! Se eu estiver trabalhando e a agência me chamar para algum teste, ligo pra ele e ele diz: "Pode ir!". É muito fácil conciliar um e outro porque, graças a Deus, ele me apoia demais".

Família

Além do pai, Rogério explica que a família toda demonstra apoio: "Minha família aqui está sempre comigo, mas para eles isso é muito distante. E meu pai acredita muito em mim", comenta.

Rogério também comenta sobre a tia, Renilda de Fátima Ferreira Teixeira, enfermeira que atuou na linha de frente contra a Covid19, falecida em fevereiro deste ano. "A perda da minha tia aconteceu junto com as gravações de cenas em que eu precisava chorar na série. Eu não precisei nem fazer esforço para chorar. Ia para o canto para me concentrar e já começava. A morte dela era muito recente e mexeu demais comigo. Ela me ajudou na hora de fazer a cena", relata.

Terminou a entrevista dedicando à tia, tudo o que vem acontecendo de positivo: "Quero dedicar isso tudo à minha tia Renilda, principalmente essa entrevista. Quero que tenha isso escrito [registrado]. Tanto aqui no Jornal CCO, quanto na rádio [onde ele também concedeu entrevista], o meu papel na série. Dedico tudo à minha tia", finaliza.