SeSi
ÍNDICE DE OPORTUNIDADES DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Arcos registra índice IOEB de 5,3

Resultado do município é inferior ao de cidades como: Japaraíba, Córrego Fundo, Lagoa da Prata, Piumhi e Formiga

Publicada em: 03 de janeiro de 2020 às 13h49
Arcos

A cidade de Arcos teve o seu índice IOEB (Índice de Oportunidades da Educação Brasileira) calculado em 5,3, valor maior do que o registrado nos anos de 2017 (5,2) e 2015 (5,1), porém, é bem menor do que os índices de algumas cidades da região.

O IOEB foi desenvolvido em 2015 e é calculado a cada dois anos. Ele calcula os níveis da educação dos estados e dos municípios, com o objetivo de dar aos gestores, ferramentas para que o governo federal, estadual e municipal trabalhe em regime de colaboração para melhorar o atendimento educacional de todos os moradores em idade escolar. De acordo com informações do site do IOEB, o índice considera não apenas o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), mas outras variáveis de acesso, como a oferta de vagas em creches e pré-escola, a formação de professores, a experiência dos diretores da escola e a quantidade de crianças e adolescentes que não estão matriculados na escola.

De acordo com os dados, o índice de 5,3 da cidade de Arcos está acima do índice estadual, que registrou 4,6 e do índice nacional, que registrou 4,7. O IOEB também classifica as cidades e os estados por níveis de crescimento de 1 a 4. Arcos foi classificada com o nível 2, que corresponde a localidades que obtiveram uma nota acima da mediana (4,7 índice nacional

 

O IOEB 2019 foi o primeiro a não divulgar o ranking de todos os municípios brasileiros. Foi informado apenas o ranking dos municípios com as melhores classificações. No IOEB de 2017, a cidade de Arcos foi classificada na 282ª posição em todo Brasil. No estado de Minas Gerais, o município se encontrava na 104ª posição. Já no IOEB de 2015, a classificação foi mais baixa, chegando à 549ª posição.

 

Japaraíba está na 11ª posição no Brasil

A cidade de Japaraíba é a que mais tem se destacado em relação aos municípios da região. Foi no IOEB deste ano que ela registrou sua melhor colocação no ranking. Com um índice de 5,8, está na 11ª posição em todo o brasil. No IOEB de 2017 foi quando registrou seu menor índice, de 5,3, ficando assim na 154ª posição em todo país. Já em 2015, o índice foi de 5,5 e sua posição no ranking foi na 45ª colocação.

Em relação ao nível de crescimento, a cidade foi classificada com o nível 4, que corresponde às localidades que obtiveram uma nota acima da mediana e que demonstraram um crescimento mais expressivo.

 

Outras cidades

A cidade de Córrego Fundo também se destacou no IOEB 2019. O município registrou um índice de 5,7 e foi classificado na 23ª posição no Ranking Nacional, da mesma maneira que a cidade de Piumhi. Ambas as cidades tiveram uma classificação de crescimento de nível 4.

Lagoa da Prata registrou no IOEB de 2017 um índice de 5,5; agora em 2019 o índice subiu para 5,6. A classificação de crescimento foi de nível 4. A cidade de Formiga saiu do índice de 5,2, registrado em 2017, passando para o índice de 5,5, porém, assim como Arcos, o crescimento foi considerado de nível 2, que corresponde às localidades que obtiveram uma nota acima da mediana, mas não tiveram uma melhora expressiva desde 2015. Em Bom Despacho, de 4,96 em 2017 subiu para 5,1, com uma classificação de crescimento de nível 2. Veja no quadro abaixo:

 

 

IOEB 2019 – Municípios da Região

Cidades

Índice

Nível de crescimento

Japaraíba

5,8

4

Córrego Fundo

5,7

4

Piumhi

5,7

4

Lagoa da Prata

5,6

4

Formiga

5,5

2

Arcos

5,3

2

Bom Despacho

5,1

2

 

 

Assim como no IOEB de 2017, mesmo tendo um crescimento no valor do índice, a cidade de Arcos continua atrás de algumas cidades da região, como: Japaraíba, Córrego Fundo, Piumhi, Lagoa da Prata e Formiga.

 

Melhores cidades do ranking

A primeira colocada no ranking do IOEB no Brasil foi a cidade de Sobral (CE), com população estimada de 208.935 habitantes, segundo o IBGE, com índice de 6,6 em 2019. Ela permanece nesta posição desde o IOEB de 2017, quando registrou um índice de 6,2. Em segundo lugar está a cidade de Jijoca de Jericoacoara (CE), com população estimada em 19.816 habitantes e com índice de 6,2. Em terceiro ficou a cidade de Coruripe, localizada no estado de Alagoas, com população de 56.933 habitantes e índice IOEB de 6,1.

 

Fonte: Jornal CCO