FIEMG

Biblioteca Municipal arrecada 622 livros com campanha de doação

Publicada em: 23 de agosto de 2019 às 15h20
Arcos
Educação

(Matéria publicada pelo Jornal CCO impresso em 17/08/2019) - Edição 2014

A Biblioteca Municipal ‘Jarbas Ferreira Pires’, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (SEMCELT), há aproximadamente 10 meses iniciou uma campanha para receber doações de livros. Até o momento, de acordo com a coordenadora da Biblioteca, Telma Inês Alves, 622 livros já foram arrecadados. Anteriormente, a unidade contava com uma média de 190 pessoas cadastradas, com o início da campanha esse número subiu para 381cadastros.

A iniciativa de arrecadar mais livros surgiu devido à grade procura dos jovens, por livros atuais que retratam as suas séries favoritas. “Os jovens estavam procurando esses livros mais novos, principalmente livros de séries. Então nós começamos a fazer uma campanha de doação”, explicou a coordenadora. Telma comentou que a campanha é  importante porque os 32 mil livros da biblioteca são, em sua maioria, livros clássicos, um estilo que não atrai a maioria dos jovens. Com isso, a arrecadação dos novos livros tem chamado a atenção desses jovens.

“Agora nós temos o que eles gostam. Aumentou o número de carteirinhas, porque vêm dois ou três estudantes, aí traz mais um, que acaba falando para outro pegar o mesmo livro, e assim está sendo divulgado”, comentou.

Entre os livros mais procurados pelos jovens estão: Gênese, de Karin Slaughter; A Dança dos Dragões, de George R. R. Martin; A Fúria dos Reis – George R. R. Martin; O Navio das Noivas, de Jojo Moyes; e The Walking Dead. Já os mais procurados na faixa etária infanto-juvenil são: Minha mãe tatuada, de Jacqueline Wilson; Diário de um banana, de Jeff Kinney; e Fala sério, pai, de Thalita Rebouças.

 

Projeto “Hora do Conto”

A Biblioteca Municipal também desenvolve o projeto ‘Hora do Conto’, que é um momento em que os alunos das escolas municipais vão até a Biblioteca para ouvir histórias. “O objetivo é trazer os alunos aqui. Nós estamos fazendo quase que mensalmente a hora do conto”, disse Telma Alves.

O projeto também é desenvolvido com o Asilo Pousada dos Bertos e com as crianças e jovens do Centro de Acolhimento. Na ‘Hora do Conto’, as contadoras de histórias, Maria Helena Alves e Vanderléia Silva de Oliveira, contam histórias lúdicas acompanhadas da banda Som e Arte, que é regida pelo maestro Gibran. Aqueles que participam também ganham um “mimo” referente à história que é contada.

Maria Helena Alves, que é bibliotecária há 26 anos, diz que o projeto desperta a emoção da leitura em todos aqueles que participam. “O nosso objetivo é despertar na criança, no jovem e no idoso, a emoção da leitura, do lazer, principalmente na criança, porque começamos da estaca zero e vamos incentivando, trazendo e valorizando. Nós, profissionais, tempos que valorizar aquilo que despertou a nossa profissão, com amor, com dedicação, com carinho, com entusiasmo, com alegria; e isso, levamos para o próximo”.  

Para a bibliotecária Rosane Imaculada Rosa, todo trabalho desenvolvido é baseado na união do trabalho em equipe. “É fundamental para o sucesso de um trabalho, a união das pessoas envolvidas e terem em mente a importância de se trabalhar em equipe”, comentou.

Ao fim da entrevista, a coordenadora ressaltou que todas as atividades desenvolvidas na biblioteca, tanto a campanha de arrecadação de livros quanto o projeto ‘Hora do Conto’, são maneiras de atrair ainda mais os jovens e as crianças para a Biblioteca Municipal. “Na cidade, todas as pessoas que se preocupam com a educação, que têm compromisso com a educação e com a cultura sabem que a biblioteca é a porta de entrada para o saber”.

 

Outras atividades

Além do empréstimo de livros para leitura, a Biblioteca Municipal também disponibiliza computadores para que possam ser feitos trabalhos de escola e pesquisas. Para utilizar os computadores, é necessário apresentar um documento pessoal ou ter uma carteirinha na biblioteca.