Vende-se Apartamento

Dengue: Secretaria Municipal de Saúde amplia campanha de conscientização

Município obteve um alto índice do LIRAa para a proliferação do mosquito Aedes aegypti

Publicada em: 03 de dezembro de 2018 às 09h58
Arcos
Saúde

Nesta semana nacional de conscientização de combate à Dengue a Prefeitura de Arcos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou diversas ações pedagógicas sobre a importância do comprometimento de todos na vigilância constante de identificação de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti na cidade.

A ação aconteceu nas escolas municipais e estaduais da rede de ensino do município, no Hospital São José; na FUMUSA (Fundação Municipal de Saúde) e nos PSF’s (Programa da Saúde da Família), além de setores da administração pública, como na sede da Prefeitura, com stand de campanha e à disposição de uma lupa para que a população pudesse conhecer o desenvolvimento da larva. Foram distribuídos folhetos e botons com informações importantes de prevenção, combate e eliminação de focos.

Neste período do ano, com o nível crescente de chuvas, tornou-se mais propício a reprodução, de forma acelerada, do mosquito Aedes aegypti, principalmente pelos fatores condicionados pelas alterações rápidas do clima, com grandes volumes de chuvas e altas temperaturas. Devem-se eliminar tudo que armazene água, como pneus, garrafas, além de manter sempre tampada caixas e reservatórios de água.

Segundo informações do Centro de Controle de Endemias já foi realizado um planejamento de estratégias para conter o avanço do vírus, dentre as ações, estão previstas o uso do UBV Costal (Ultra Baixo Volume – conhecido como fumacê).

Para o coordenador de Endemias, Tiago Carvalho, a situação do município é preocupante. “Uma vez que o município tem um histórico de constantes oscilações de índices alarmantes de casos de Dengue, inclusive, com óbitos, vale ressaltar que o compromisso de combate ao mosquito Aedes aegypti deve ser de todos, sendo que 90% dos focos estão dentro das residências. Nós, do Centro de Controle de Endemias, intensificamos os trabalhos dos agentes de saúde de endemias nos bairros onde houve o maior número de notificações”, destacou.

De acordo com o mobilizador de Saúde, Geraldo Moura, este trabalho de conscientização é a porta de entrada para a prevenção. “Quero reforçar a campanha dentro do próprio tema desse ano: ‘o perigo é para todos, o combate também’. Só alcançaremos êxito na redução da infestação vetorial e conseqüentemente evitar a circulação viral se houver a participação de todo o cidadão vistoriando seu imóvel constantemente e eliminando todas as possibilidades de acúmulo de água. Para esta vistoria são necessários apenas 10 minutos por semana, lembrando que 10 minutos podem salvar vidas”, ressaltou.

 

LIRAa realizado em outubro apontou para alto índice de proliferação do mosquito

A Secretaria de Saúde, através do setor de vigilância epidemiológica, realizou entre os dias 15 a 19 de outubro, o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). O relatório foi finalizado no dia 22 do mesmo mês e apontou um índice de infestação predial de 5,8%, considerado de “alto risco”. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 0 e 0,9 (baixo risco), entre 1,0 e 3,9 (médio risco) e acima de 4,0 (alto risco).

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos