Santa Cassa
1° CHURRASCÃO DA SANTA CASA DE ARCOS

Evento será realizado para arrecadar fundos destinados à entidade

Publicada em: 03 de julho de 2019 às 11h06
Arcos

(Matéria publicada pelo Jornal CCO impresso em 29/06/2019) - Edição 2007

No próximo domingo dia 07 de julho será realizado no Chopão do Parque de Exposição de Arcos o ‘1° Churrascão da Santa Casa de Arcos’. O evento, com open food, acontecerá das 10h às 16h. Também será realizada uma Cavalgada às 11h, saindo da avenida João Vaz Sobrinho (avenida Sanitária), próximo à antiga fazenda do Sr. José  do Bonfim.

Os ingressos custam R$25,00 por pessoa e podem ser comprados na Veterinária São Francisco de Assis (Veterinária do Zé Neca), na Santa Casa com Elias Rock, na loja Circuito Country e na Veterinária Donos da Casa, no bairro Santo Antônio.  

A realização deste evento é um dos primeiros trabalhos desenvolvidos pela nova diretoria da Santa Casa, que tomou posse no dia 20 de maio. Tendo em vista o grande déficit da instituição – que superava R$2 milhões (R$2.651.503,71) até 03 de abril deste ano – e o risco de fechamento do hospital, a nova diretoria visa, por meio da realização de eventos, arrecadar fundos para a entidade.

 

Nova diretoria

Como 1ª Provedora da Santa Casa está a irmã Sandra Aparecida Gontijo, que também é presidente da comunidade terapêutica Conexão Vida. Em entrevista concedida ao Jornal CCO em maio deste ano, irmã Sandra disse que como 1ª Provedora objetiva realizar um trabalho em equipe, visando a resultados, com o intuito de tirar a Santa Casa do vermelho e torná-la autossustentável.

Os demais membros da atual diretoria são: 1° vice-provedor: José Calixto da Fonseca; 2° vice-provedor: Márcio Rezende Santos; 1ª Secretária: Adalgisa Borges de Carvalho Assis; 2º Secretário: Antônio Alves Correia; 1° Tesoureiro: José Aparecido da Silva (Zé Neca); 2° Tesoureiro: Magno José da Silva; Mesário: Marco Túlio Ribeiro de Oliveira; Conselho Fiscal: Paulo Nogueira Torres, Urbano Luís Albuquerque de Oliveira e Fernando Francisco de Ribeiro; Suplentes do Conselho Fiscal: Edson Teixeira Borges, Antônio Luís Cardoso e Achilles Gonçalves Costa.

A Provedora, assim como todos os integrantes da diretoria, não são remunerados. São todos voluntários e não têm nenhum privilégio no hospital.

 

 

Déficit da Santa Casa

Todos os trabalhos desenvolvidos atualmente na Santa Casa de Arcos buscam prioritariamente acabar com o déficit da instituição. Os débitos são com fornecedores; empréstimos (bancos); impostos; contas de água, energia elétrica e telefone; médicos (dívida que se arrasta desde 2016) e funcionários (valor referente ao Vale Alimentação). Só para os médicos, a dívida é superior a R$1 milhão. Até o dia 03 de abril deste ano a dívida superava R$2 milhões (R$2.651.503,71).

Em uma reunião realizada na Casa de Cultura, em 23 de abril – que reuniu o poder Executivo, Legislativo, várias representatividades da cidade e empresários – o médico Roberto Alves, representante do corpo clínico, disse que o faturamento do hospital cobre apenas 40% dos custos. Ele pediu apoio aos empresários, a toda população e também aos poderes Executivo e Legislativo. De acordo com o gerente administrativo da Santa Casa, Roberto Miranda, a população de Arcos tem contribuído fazendo doações mensais. Atualmente, são aproximadamente 700 doadores, que geram uma renda média de R$8 mil ao mês, porém, descontando os encargos com funcionários, telefone e papéis, sobra em torno de R$4.500,00/Mês.