Vende-se Apartamento

Expô Arcos 2016 é cancelada por falta de apoio e patrocínio

Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais está tentando negociar com outra empresa

Publicada em: 20 de maio de 2016 às 16h31
Geral

Crédito: Arquivo Jornal CCO

Expô Arcos 2016 é cancelada por falta de apoio e patrocínio

Em entrevista aos jornalistas Weverton Araújo e Ronan Fernandes,na Rádio Cidade, na última sexta-feira (20), o proprietário daLucsPromoções, Pablo Ribeiro,informou que a empresa não realizará a Expô Arcos 2016, como estava previsto para o mês de julho.

 

Ele justificou que nos últimos três anos, para a empresa, os negócios foram deficitários e que também neste ano estava acontecendo o mesmo. “Este ano, pela atual crise que o país enfrenta, o evento não caminhou. Tivemos poucas vendas de ingressos, a Ambev – que é patrocinador máximo –  deu uma recaída, assim como em outros eventos”.

 

Pablo Ribeiro ressaltou que o Sindicato dos Produtores Rurais de Arcos, que contratou a Lucs, está isento da decisão. “Dos sindicatos da região e até de outro estado que trabalho, Sr. José Vilela é um presidente dos mais atuantes que conheço, dos mais centrados”, afirmou.

 

O presidente do Sindicato, José Vilela, fez agradecimentos ao empresário e disse que a festa poderá ser realizada ainda este ano, em agosto. “Se aparecer outro empresário que queira arriscar fazer essa festa, vamos fazer”, declarou.

 

O empresário Pablo Ribeiro informou na Rádio Cidade que, a partir de 1º de junho, quem adquiriu ingressos pode ir ao escritório do Tem Base para ser ressarcido. Inclusive, quem pagou parcelado vai receber à vista. “Nossa empresa é idônea, não vai dar prejuízo pra ninguém. Os shows, vamos levar para outra cidade onde temos ajuda maior do município e de empresários locais”, disse, ressaltando que o evento precisa ser visto como um negócio, porque ele vive disso.

 

Pablo enfatizou que trabalha com eventos há 19 anos e que, infelizmente, este é o primeiro a ser cancelado. “De todos os eventos que nós realizamos, é o único que deu esse déficit.  Sabíamos desse déficit  de dois eventos, estávamos preparados para perder em dois, perdemos em três e vamos perder em quatro se for fazer”, afirmou.

 

 

‘Não recebemos nem um patrocínio em Arcos [...]’, afirma empresário

 

De acordo com Pablo Ribeiro,a população não abraçou a Expô Arcos como as outras cidades abraçam. “Não recebemos nem um patrocínio em Arcos. Não fechamos nada, não recebemos nada, só ficamos na conversa. Quanto à venda de camarotes, foram seis adquiridos com cheque”, disse, em relação à Expô Arcos 2016.

 

 

Expô Arcos 2013, com duplas de sucesso, deu cerca de R$400 mil de prejuízo

 

Diante das críticas de que a grade de shows da festa em Arcos é inferior em comparação à grade de cidades da região, ele explicou: “A grade de shows é a grade que cabe dentro da cidade. Se alguém for fazer show maior caqui, vai tomar prejuízo. Isso eu tenho a receita, porque é número. Vou te dar exemplo de 2013: trouxemos Cristiano Araújo, Henrique e Juliano, Gustavo Lima, João Carreiro e  Capataz, César Menotti e Fabiano, Marcos e Belutti. A festa deu quase R$ 400  mil de prejuízo”.

 

Ao final da entrevista à Rádio Cidade, ele comentou que o evento custa cerca de R$ 1 milhão no mínimo. “Fazer aqui... é mais fácil eu colocar fogo no dinheiro, porque sei que vai dar errado”, argumentou.