Top of Mind 2019 - Miss Brasil
Recortes do Tempo – Histórias de Arcos

Lei que instituiu as armas e símbolos municipais

Publicada em: 19 de dezembro de 2018 às 10h48
Recortes do Tempo - Histórias de Arcos

Na edição 1974, do dia 10 de novembro, o Jornal CCO apresentou a seus leitores o novo projeto ‘Recortes do Tempo – Histórias de Arcos’, que é uma iniciativa do ex-vereador Dalvo Lopes Macedo. O propósito é ceder espaço aos moradores de Arcos que gostam de contar histórias, para que escrevam fatos curiosos sobre a história de suas famílias e enviem ao CCO, assim como fotos, registros e documentos marcantes da história de Arcos. Os interessados também poderão criar sua “árvore genealógica”, informando quem são seus pais, avós e bisavós, qual a origem da sua família, entre outras ideias. O conteúdo será publicado no Portal CCO (www.jornalcco.com.br) e no Jornal impresso Correio Centro Oeste.  

A primeira publicação deste novo projeto foi feita no site do Jornal CCO impresso, no dia 09 de novembro, onde foi divulgado o Decreto n° 1 da Prefeitura de Arcos, assinado pelo ex-prefeito João Vaz Sobrinho. Este decreto “organiza a delimitação dos perímetros urbanos e suburbanos da cidade de Arcos e Vila de Porto Real”.

Nesta edição, em sequência ao projeto, estamos publicando o documento da Lei n°393, que ‘Institui as Armas e Símbolos Municipais’. Nela, está a descrição de todos os símbolos da bandeira e do brasão municipal, e seus significados. A Lei foi criada em 19 de janeiro de 1979 e assinada pelo ex-prefeito Paulo Marques de Oliveira, e seu secretário, Geraldo Magela Rodrigues. Veja abaixo:

 

Símbolos:

 

Bandeira Municipal

 

Brasão Municipal