Vende-se Apartamento

Mais de 200 homens de cidades mineiras virão para Arcos contratados pela CSN

A Assessoria da empresa afirma que todos passarão por uma triagem médica antes da viagem e somente virão para Arcos se estiverem com plena saúde

Publicada em: 22 de maio de 2020 às 14h39
Arcos

Crédito: Facebook da CSN

Mais de 200 homens de cidades mineiras virão para Arcos contratados pela CSN

 

 

Na próxima terça-feira, 26, será iniciará na unidade local da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) uma manutenção corretiva do forno de clínquer da fábrica de cimentos de Arcos, que deverá ser concluída em 30 dias. A Assessoria de Comunicação da empresa relata que essa manutenção será feita com todo o critério e rigor específicos para o assunto, agregados os cuidados que devem ser tomados em uma intervenção desse tipo em um momento de pandemia.

De acordo com informação divulgada pelo Governo Municipal em entrevista coletiva na tarde de ontem, dia 21, serão 207 trabalhadores de Minas Gerais, sendo 120 de Matozinhos. Ficarão alojados em hotéis. Os nomes das outras cidades ainda não foram informados e ainda será feito o Plano de Contingência.

O CCO perguntou à Assessoria da CSN se em Arcos não existe mão de obra suficiente para atender a essa demanda de 207 trabalhadores. A Assessoria respondeu que houve um esforço da empresa no sentido de privilegiar a mão-de-obra local. “A obra de manutenção contará com um efetivo aproximado de 500 trabalhadores terceirizados, sendo que 300 deles já são moradores da cidade de Arcos. Os trabalhadores não atuarão na obra todos a um só tempo. Haverá variação do número durante o período”, informam.

A Assessoria enfatiza que “a CSN está adotando todas as medidas de segurança de saúde para essa obra, assim como adotou para as suas operações cotidianas”. Também afirma que todos os trabalhadores passarão por avaliação médica prévia e aqueles que vierem de fora da cidade  passarão por uma triagem médica antes da viagem e somente virão para Arcos se estiverem com plena saúde.Não virão trabalhadores do exterior.

Durante a obra, os trabalhadores estarão sujeitos aos cuidados inerentes à Covid-19, tais como higienização, uso de máscaras, uso de álcool gel, distanciamento social e terão suas temperaturas corporais aferidas três vezes por dia. “Em caso de Covid-19, serão retirados imediatamente da cidade e levados a tratamento adequado perto de suas famílias. Todo o cuidado será adotado na hospedagem dos funcionários, assim como de suas refeições”, afirmam.

A Assessoria reafirma que tanto a empresa quanto os funcionários cumprirão integralmente as disposições previstas no Decreto Municipal nº 5.591, de 18 de maio de 2020, sobre a situação de emergência em saúde pública no Município de Arcos, assim como as demais normas sobre o assunto, inclusive as orientações do Comitê Municipal responsável pelo acompanhamento do assunto. “A CSN assegura que estará atenta a todo o processo de manutenção e estará à disposição das autoridades competentes, assim como da população de Arcos, para esclarecimentos necessários”.

A Assessoria de Comunicação da empresa não respondeu ao CCO de quais cidades mineiras virão os trabalhadores.