TELETON

Membros da 10ª Conferência de Assistência Social reconhecem os avanços das políticas públicas do município

Grupos de eixos temáticos encaminharam propostas para o Governo de Arcos e para a Conferência Regional

Publicada em: 12 de setembro de 2019 às 10h07
Arcos

O Governo de Arcos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Integração Social e o Conselho de Assistência Social realizou, nesta quarta-feira (11) no auditório do SICOOB União Centro Oeste (Rua São Geraldo, nº 681 – Centro) a 10ª Conferência de Assistência Social de Arcos, com o tema: “Assistência Social – Direito do Povo, com Financiamento Público e Participação Social”.

Membros da sociedade civil, de instituições e do poder público, participaram dos debates propositivos e das atividades de trabalho. Após declarada aberta a conferência, três grupos foram criados para a avaliação de eixos temáticos, que são importantes para o aperfeiçoamento das políticas públicas que englobam a rede e os serviços de atuação do SUAS (Sistema Único da Assistência Social).

O eixo 1, teve como proposta avaliar os desafios para consolidação do SUAS frente aos impactos da crise financeira da União, dos Estado e dos municípios, à Emenda Constitucional nº 95, à proposta de Reforma da Previdência e à Reforma Trabalhista. Já o eixo 2, aprofundou no consenso de ideias sobre a rede de proteção social do SUAS e a relação com os órgãos de garantia de direito. No eixo 3, a democracia participativa, controle social e protagonismo do usuário do SUAS foi o tema de elaboração de propostas.

O prefeito de Arcos Denilson Teixeira, que fez questão de participar da conferência, ressaltou que mesmo com a crise financeira o Governo de Arcos vem mantendo e ampliando as políticas públicas de assistência social. “Hoje vivemos um novo tempo da assistência social em Arcos, onde valorizamos a qualificação profissional como instrumento de suporte para que as famílias alcancem a emancipação profissional, sem deixar de lado a assistência social. Podemos ressaltar algumas ações como o Programa Cesta Verde, a distribuição de 20 casas populares no bairro Calcita e mais 96 unidades que já estão em andamento, além disso implementamos no lactário municipal uma escola de qualificação profissional com diversos cursos”.

O presidente do Conselho de Assistência Social, Humberto Rocha acredita que a conferência ainda é o melhor instrumento democrático de avaliação do desenvolvimento das políticas públicas sociais. “Considero ser de extrema importância a realização da 10ª Conferência Municipal de Assistência Social, uma vez que a realização do referido evento demonstra a resistência de todos os que defendem a política de Assistência Social, mesmo diante do desmonte das políticas públicas socioassistenciais, que veem acontecendo à nível federal. Defender o SUAS e lutar pela garantia de direitos é um dever de todos nós”.

A mãe da Allyne Carolina dos Santos, 10 anos, Letícia Cristina de Melo aponta que a participação popular na construção de propostas para todas as áreas da gestão pública tornou-se essencial para a consolidação de avanços necessários para concretização de uma inclusão social mais efetiva. “Eu como mãe de uma criança surda, que hoje está no quinto ano da rede municipal de ensino, acredito que só alcançamos mais direitos se participarmos lado a lado do poder público. Mesmo vendo que ainda falta muitas políticas públicas que ampare as necessidades da minha filha, vejo que, aqui em Arcos, o atendimento adequado por profissionais da educação tem melhorado o aprendizado dela. Parabéns a Prefeitura por colocar profissionais que dominam da língua em Libras nas escolas”.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos