Zé Neca veterinária

PC investiga suposto crime de falsidade documental e ideológica

Publicada em: 22 de setembro de 2021 às 14h44
Arcos
Polícia

Crédito: Divulgação/PCMG

PC investiga suposto crime de falsidade documental e ideológica

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, na manhã dessa terça-feira (21/9), mandado de busca e apreensão no âmbito de investigações de falsidade documental e ideológica em Arcos, região Centro-Oeste do estado. A ação foi deflagrada em um escritório de despachante, localizado no centro da cidade, onde foram apreendidos documentos de veículos, celular e um pen drive.

 O delegado responsável, Patrick Carvalho, revela que os levantamentos indicam que o despachante estaria realizando a limpeza de documentos a fim de adulterá-los. “Os materiais apreendidos serão periciados e, se constatada a fraude, o investigado poderá responder pelos crimes de falsidade documental e ideológica, cuja pena pode chegar a 11 anos de prisão”, destaca.

 A ação policial foi realizada pela equipe da Delegacia de Polícia Civil em Arcos.

Fonte: ASCOM - PCMG