Mérito Empresarial

Prefeito busca apoio do MP para minimizar prejuízos causados pela suspensão do processo seletivo

Publicada em: 12 de janeiro de 2018 às 09h57
Política

O prefeito Denilson Teixeira se reuniu hoje (11/01) com o promotor de justiça Eduardo Fantinati Menezes para informar ao mesmo as ações tomadas pela administração municipal após a suspensão do processo seletivo e buscar apoio para que a situação seja revertida o quanto antes.

A maior preocupação do prefeito no momento é com o início do ano letivo. “Algumas situações nós conseguimos controlar, como é o caso da saúde que mantém toda atenção básica em funcionamento. Outros setores estão funcionando com um número reduzido de servidores, o que muitas vezes prejudica o serviço prestado. Mas nossa grande preocupação é com o início das aulas”, relatou.

O promotor de justiça Eduardo Fantinati Menezes informou que já entrou em contato com a procuradoria do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) e o órgão está empenhado em derrubar a liminar de suspensão do processo letivo, por entender que não existe fundamentação jurídica para manutenção da mesma. “O Ministério Público e a Prefeitura estão trabalhando em conjunto para resolver a situação do município o quanto antes” disse.

Sobre o processo seletivo o promotor disse que já leu a defesa da prefeitura. “A defesa é consistente e eu não vejo motivo para cancelamento do processo. No meu entendimento não há sustentação para cancelar”, concluiu.

De acordo com prefeito Denilson Teixeira, para que não haja atraso no julgamento, a prefeitura se antecipou ao pedido do TCE-MG e já protocolou a defesa do município há 15 dias atrás. A audiência do tribunal está marcada para 08 de fevereiro.

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos