Vende-se Apartamento

Reforma da escola “Yolanda Jovino Vaz” está em fase final

Publicada em: 08 de agosto de 2019 às 10h33
Arcos
Educação

(Matéria publicada pelo Jornal CCO impresso em 03/08/2019) - Edição 2012

Nos últimos anos, quem passava pela praça Floriano Peixoto e observava a escola estadual “Yolanda Jovino Vaz” lamentava o estado do imóvel,  literalmente, “caindo aos pedaços” e com a pintura desgastada.

A direção da escola já havia recorrido ao Governo do Estado, solicitando a reforma. No entanto, diante da omissão do poder público, em agosto de 2018 foi realizada a primeira reunião com representantes da comunidade escolar, quando foi criada a comissão denominada “SOS Yolanda”, com a finalidade de arrecadar doações para a realização de reparos e pintura da escola.

A população atendeu ao apelo, contribuiu e a reforma está em fase final. Segundo o diretor, Hélio Borges, na primeira etapa os reparos foram feitos nas salas de aula e nos espaços internos. Na segunda etapa, as obras aconteceram no segundo andar e na frente da escola; faltam as laterais, o muro e o teto.

O diretor da escola é grato a todos que contribuíram, de diferentes formas, inclusive aos professores e equipe pedagógica, pessoas da comunidade, alunos, pais de alunos, Donizetti Bernardes; aos empresários Wemerson Geraldo de Paula (Transportadora Centro-Oeste), Márcio Gonçalves Lopes (Xampu), Rogério Rosa Ferreira (Mecafer Consultoria e Projetos), Edmar Carvalho (Transradar). “Quando existe força de vontade, nada é impossível”, comenta o diretor.

Para arrecadar fundos, foram realizadas as seguintes ações: Festa da Primavera, Almoço Beneficente, Bazar Solidário e Feijoada Beneficente. Até então, foram arrecadados R$28.805,15  e foram gastos R$28.690,30.

A comissão “SOS Yolanda” é constituída pelos seguintes voluntários: Hélio Borges, Donizetti Bernardes, Cleusa Pimentel e Dionne Gonçalves.

Sete recuperandos da APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) trabalham na obra.  

 

                                                              Crédito: E. E. Yolanda Jovino Vaz

 

Um pouco de história

A escola estadual “Yolanda Jovino Vaz” foi criada pelo Decreto nº 11.604, de 6 de outubro de 1934, e instalada em 12 de novembro de 1937, conforme publicação no Minas Gerais em 07/10/37. O Município de Arcos foi criado pouco mais de um ano após a instalação da escola. A data de emancipação é 17 de dezembro de 1938.

Inicialmente a escola recebeu o nome “Grupo Escolar de Arcos”. Posteriormente, Grupo Escolar “Yolanda Jovino Vaz”. Em 1974, passou a se chamar “Escola Estadual Yolanda Jovino Vaz”. Corina Ribeiro de Carvalho foi a primeira diretora e exerceu a função até o ano de 1950.

Yolanda Jovino Vaz, que nomeia a escola, era filha da primeira diretora, Corina Ribeiro de Carvalho.  Yolanda também era professora e foi a primeira esposa do médico João Vaz Sobrinho, que foi prefeito de Arcos.