Vende-se Apartamento

Sai resultado do último LIRAa realizado em outubro

O índice de infestação predial para o Aedes aegypti é de 5,8%, considerado de alto risco

Publicada em: 30 de outubro de 2018 às 16h01
Arcos
Saúde

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos

A Secretaria de Saúde, através do setor de vigilância epidemiológica, realizou entre os dias 15 a 19 de outubro, o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). O relatório foi finalizado no dia 22 e apontou um índice de infestação predial de 5,8%, considerado de “alto risco”. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 0 e 0,9 (baixo risco), entre 1,0 e 3,9 (médio risco) e acima de 4,0 (alto risco).

De acordo com o mobilizador em Saúde Geraldo Moura, os números mostram um cenário preocupante e que já era esperado pelos técnicos, devido às condições do tempo e também por causa dos hábitos adquiridos pela população atualmente, com relação ao armazenamento inadequado de água, nas residências.

Outro fator apontado neste levantamento, é o aparecimento de mais de um criadouro em um mesmo imóvel, o que segundo Geraldo, mostra que a dispersão do mosquito transmissor está ainda maior. Isto sinaliza que se houver a circulação do vírus, ele poderá se espalhar com mais facilidade.

Levando em consideração os três extratos do levantamento, todos eles apontam para o alto risco de infestação. No primeiro, que compreende a região Norte, o centro e a região do Bairro Jardim Bela Vista e adjacências, o índice fechou em 6,6%, ainda maior que a média. Neste setor, foi apontada a existência de várias residências com pelo menos três criadouros identificados.

Já no extrato 2, que compreende a região leste, nos Bairros Olaria, Santo Antônio e adjacências, o resultado foi de 4,7%,, com apenas dois imóveis onde foram localizados três criadouros.   

No caso do extrato 3, região dos bairros Vila Calcita, São Judas e entorno, foi apontado um índice de 6,1%. Nesta região o detalhe é a predominância de reservatórios como lonas e pneus, devido a região possuir muitas oficinas e galpões de empresas. 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos