Vende-se Apartamento

Secretaria Municipal de Educação realiza Festival Cultural com alunos do projeto 'Atendimento Educacional Especializado'

Evento é inédito e leva educadores, alunos e comunidade no auditório da PUC - Minas

Publicada em: 03 de dezembro de 2018 às 09h54
Arcos
Educação

Nesta última quinta-feira, 29, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) apresentou no auditório da PUC - Minas, pela primeira vez, a culminância do projeto inclusão - direito de todos do ano de 2018, que contou com a colaboração de professores de apoio, estagiárias da educação especial, intérprete e instrutor de libras e professores da sala de recursos. 

O evento contou com a declamação de poemas sobre autismo e de apresentações artísticas e de dança que, além de emocionar o público presente sobre a importância da inclusão de crianças com necessidades especiais na escola e de como construir uma sociedade que respeita as diferenças.

O projeto AEE - (Atendimento Educacional Especializado) é um serviço da educação especial que identifica, elabora, e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade, que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando suas necessidades específicas" (SEESP/MEC, 2008). O ensino oferecido no atendimento educacional especializado, é necessariamente diferente do ensino escolar e não pode caracterizar-se como um espaço de reforço escolar ou complementação das atividades escolares.

Para Edson Caetano Leal, pai de Mariana Lourenço Leal, aluna da Escola Municipal Santo Antônio, "no início das aulas de sua filha, foi necessário um acompanhamento psicológico, devido a sua dificuldade para ler e escrever. Hoje o que se percebe é que com as aulas de reforço e o esforço da professora e com a inclusão sua filha se encontra mais desenvolvida".

Já Adriana Ribeiro, mãe de Lívia Ester Ribeiro Valadão, aluna da Escola Municipal José Bonifácio Gonçalves, "a inclusão é algo muito importante, pois ensina a criança desde pequena a respeitar  as diferenças das pessoas. Depois que sua filha começou a fazer parte do projeto, ela tem maior percepção do que é ser diferente", disse.

De acordo com a secretária de Educação, Sônia Teixeira de Castro, "ter entre seus alunos crianças com Deficiência, Transtornos Globais de Desenvolvimento ou com outras necessidades educativas especiais, representa para a professora de apoio, a oportunidade de fazer parte desta transformação" enfatizou.

Conforme o vice-prefeito, Halph Carvalho de Oliveira, "não é a penas a escola que está incluindo o aluno. Ela também está sendo incluída na vida daquela criança, e passará a fazer parte na responsabilidade de formar um cidadão juntamente com sua família e comunidade" concluiu.

 

Escolas participantes:

Escolas Municipais - Sebastião Teixeira Borges , Julieta Ribeiro da Fonseca, Santo Antonio, Dorvina Teixeira Arantes, Yolanda Amorim de Carvalho, Olinda Veloso, José Bonifácio Gonçalves e a Creche Municipal Maria da Glória.

 

Atendimento Educacional Especializado

São exemplos práticos de atendimento educacional especializado, o ensino da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e do código BRAILLE, a introdução e formação do aluno na utilização de recursos de tecnologia assistiva, como a comunicação alternativa e os recursos de acessibilidade ao computador, a orientação e mobilidade, a preparação e disponibilização ao aluno de material pedagógico acessível, entre outros. a inclusão é uma transformação de bases, conceitos e aspirações.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos