Animalis

Trânsito na BR-354 causa transtornos na área urbana de Arcos

Publicada em: 26 de outubro de 2021 às 15h02
Arcos

(Matéria publicada pelo Jornal CCO impresso em 16 de outubro de 2021) Edição 2124

O problema causado pela grande quantidade de caminhões provenientes das empresas da região vem atrapalhando a vida de quem precisa transitar no trecho urbano da BR 354 em Arcos e proximidades. Os congestionamentos acontecem principalmente nos horários de pico. Os pontos mais críticos são o cruzamento próximo ao Posto Teixeirinha e o trevo na saída para Iguatama.

Segundo Luciana Velloso Teixeira, moradora do bairro Jardim Bela Vista, 46 anos, os transtornos são muitos: “Tem atrapalhado e não é pouco! Meu marido tem caminhão e carrega na CSN. Na volta para casa, ele tem que deixar o caminhão no antigo posto Xodó, porque está impossível de chegar em casa”.

A fiscal de vigilância sanitária Cinara Camilo, 41 anos, contou que a rua onde ela mora acabou servindo de desvio para quem quer fugir do trânsito da rodovia. “O fluxo transferiu pra minha rua. Com isso, o barulho e a poluição aumentaram. Está insuportável e as casas estão trincando devido aos veículos pesados [por causa do impacto]; também não tem como estacionar e guardar os carros na garagem”, reclama Cinara, moradora da Rua Dezesseis de Julho, bairro São Judas.

Prefeito, secretários e representantes das empresas se reuniram para tratar do assunto, no dia 22 de setembro, na Prefeitura. Foram apresentadas algumas alternativas, são elas: elevados e viadutos e construção de marginais, uma de cada lado da pista.

O trecho da rodovia MG-170 sentido Corumbá também foi alvo de discussão. A proposta é que seja construída uma terceira faixa para que os caminhões pesados possam transitar sem comprometer o tráfego.

Nas redes sociais, por meio de seu perfil no Facebook, o prefeito Claudenir José de Melo (Baiano) comentou sobre a reunião e as propostas apresentadas: “As empresas firmaram compromisso de, junto com a Prefeitura, melhorarem todas as estradas que possam ser utilizadas para o escoamento da produção sem ter que passar pelo Posto Teixeirinha”.

Ainda segundo o prefeito, “o projeto da terceira faixa iniciando nas empresas até o Posto Teixeirinha está sendo elaborado pela CSN, que, junto à Prefeitura e outras empresas buscarão recursos para a construção dessa importante obra”.  Ele informou, ainda, que “foram apresentadas rotas alternativas para o escoamento da produção por estradas rurais, sem passar pelo Posto Teixeirinha”.

No dia 08 de outubro, o prefeito de Arcos entregou um ofício ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema, solicitando a construção da terceira faixa em um trecho de aproximadamente 5km na MG-170.

O encontro aconteceu em São Sebastião do Paraíso, Sul de Minas Gerais, em evento no qual o governador anunciou repasse de verba para universidades federais de Minas Gerais. A entrega do ofício contou a presença do deputado Antônio Carlos Arantes.

“Nossa preocupação é com o escoamento da produção. Queria muito contar com a ajuda do senhor e do deputado Antônio Carlos Arantes, que é presença marcante em Arcos, para nos ajudarem no asfalto da Boca da Mata até a BR-354 para escoarmos a produção”, disse o prefeito ao governador.

O Jornal CCO entrou em contato com as secretarias de Obras e de Planejamento, porém, não obteve respostas até o fechamento desta edição.