Mérito Empresarial

01/05/2016

Publicado em: 02 de maio de 2016 às 13h58
Assuntando

(Publicado pelo Jornal CCO em 01/05/2016)

 

Constrangedor... Pelo que tudo indica, a presidente Dilma Rousseff vive seus últimos dias no ‘trono’ e a despedida tem sido ‘deprimente’. Certa de que será afastada pelo Senado, hoje existem votos suficientes para tal, Dilma insiste no lema de ‘golpe’ e vê, a cada dia, ‘evaporar’ o apoio ao seu governo. Nem mesmo os peemedebistas pelegos resistiram à onda do impeachment e já saltaram do ‘barco’. Por último, talvez até por desespero, a presidente iniciou ataque ao presidente Eduardo Cunha, dando-lhe uma importância que nunca mereceu. É mesmo o fim do fim!!!!

 

Dominó... Contagiado pelo sentimento de vingança, o Partido dos Trabalhadores prova de seu próprio veneno, visto que, quando oposição, infernizava a vida de seus adversários. Não se sabe o futuro do partido, pois o seu maior líder, Lula, hoje é rejeitado por 65% dos brasileiros, segundo pesquisa do Ibope. Desde o início da crise do Petrolão, vários prefeitos, eleitos pelo PT em 2012, trocaram de legenda. Grupos políticos que apoiaram abertamente a presidente em 2012, hoje juram de pés juntos, que foram contra a petista.

 

Oposição fortalecida... Se por um lado, os grupos que apoiaram Dilma Rousseff se sentem envergonhados, por outro, os adversários comemoram o fracasso do governo e a possibilidade da saída dos petistas do poder. Pelo menos é essa a avaliação em relação aos peemedebistas. Em Arcos, por exemplo, dois grupos adversários deverão ser influenciados pelo cenário nacional. O grupo do atual prefeito e do vice-prefeito declarou-se seguidor de Dilma Rousseff e do PT. Outro grupo, o do PMDB, liderado por Denilson Teixeira, vive a expectativa de ‘surfar’ na onda de Michel Temer. Não sei se isso resultará em benefícios para os arcoenses, mas não deixa de ser um ingrediente a mais na ‘guerra’ pela chefia do executivo municipal.

 

Meio bilhão... De janeiro de 2009 até julho próximo, a Prefeitura de Arcos deverá ter atingido a marca espetacular de meio bilhão de reais em arrecadação. Mesmo sendo em curto período, inferior a 8 anos, a ‘montanha’ de dinheiro talvez seja maior do que de todos os demais anos anteriores juntos, isso desde a emancipação, em 1938. O valor de 500 milhões de reais é realmente extraordinário e invejado por centenas de cidades do porte de Arcos – com menos de 40 mil habitantes. Mas o valor astronômico diverge da realidade vivida nas áreas de educação, saúde e assistência social.

 

Educação... Se não bastasse a vergonha de estar atrás de cidades como Japaraíba e Córrego Fundo na avaliação do IOEB, a Educação municipal não dá mostras de reação, ao contrário, caminha pro abismo. Falta de secretárias escolares e de vagas em creches, além de máquinas de xerox estragadas, são alguns dos problemas enfrentados pela comunidade escolar da rede municipal de Arcos. E o curioso é que não é por falta de dinheiro. Por força de lei, a Prefeitura é obrigada a investir 25% de sua receita na educação, o que, baseando-se na receita estimada para 2016, representa quase 25 milhões de reais. Seria gestão?

 

Interferência?... Não é justo atribuir o fraco desempenho da educação municipal à comandante e seus subordinados, aliás, diga-se de passagem, boa parte já provou, em outras experiências, competência de sobra na área educacional. A pergunta então é de quem seria a culpa? O que se ouve, inclusive de educadores, é que a ‘Fazenda’ fechou as ‘torneiras’ e implantou a ‘linha dura’, inclusive, sobrepondo-se ao comando da ‘timoneira’.

 

Assustador... Na última quinta-feira,28, em entrevista ao programa ‘Bate Papo de Redação’, exibido pela Rádio Cidade, de segunda a sexta-feira, às 08h, a Enfermeira Ângela Margarete anunciou que já são 5 o número de casos confirmados de Zika Vírus em Arcos. O número é preocupante e acende a luz amarela na área da saúde pública. O curioso é que, desde foi anunciado o primeiro caso da doença na cidade, pouca coisa, ou quase nenhuma, foi acrescentada no combate ao mosquito transmissor. Por ser tratar de uma questão de saúde pública, será que o Ministério Público está a par desse problema?

 

Sobrecarregando a saúde... O sistema público de saúde de Arcos, que não era lá grandes coisas, está cada vez mais comprometido após a chegada de milhares de pessoas de diferentes regiões do Brasil e até do exterior. Longe de querer discriminar qualquer cidadão, até mesmo porque a Constituição garante a todos o direito à saúde, mas a pergunta que se faz é a seguinte: o que as empresas responsáveis pelas obras e pelos empregos dão em contrapartida para a cidade? Quais os recursos e investimentos que as empresas, sejam as indústrias ou as empreiteiras, trouxeram para o social? O que elas fizeram para a Educação e Cultura?

 

Omissão?... Ouvi de um cidadão arcoense que dificilmente uma grande empresa se oferece para investir em uma comunidade sem que a mesma seja provocada. Será que as autoridades do executivo e do legislativo arcoenses não apresentaram projetos sociais às empresas sabendo que seus investimentos somam mais de um bilhão e meio de reais na cidade? Na cidade de Araxá, a mineradora CBMM investe anualmente cerca de 30 milhões de reais em projetos sociais, entre eles: escolas, praças, saúde e incentivo ao esporte. No último ano, a empresa anunciou a construção de um Centro Cultural – a obra está avaliada em mais de 20 milhões de reais. A Santa Casa de Araxá também foi beneficiada com recursos milionários da empresa.

 

‘Pão e circo’... Enquanto a receita da Prefeitura de Arcos suportar a realização de festas, foguetes e asfalto sobre paralelepípedo, projetos que incentivam as empresas multinacionais a investir no social ficarão em segundo plano.

 

E por falar em festa... Fiasco! Poucas horas antes do início das festividades em comemoração ao do ‘Dia do Trabalhador’, a Prefeitura resolveu mudar o endereço da festa. Toda a estrutura montada no ‘lajão’ foi transferida para a Praça Floriano Peixoto. Em comunicado, a ‘organização do evento’ (prefeitura), alegou falta de segurança no local. Uma piada!!

 

Atestado de óbito... O comunicado oficial de que falta segurança no ‘lajão’ para a realização da ‘Festa do Trabalhador’ foi um atestado de óbito. O carnaval desse ano também não foi realizado no ‘lajão’, o que aumentou a convicção de que a obra é inútil para eventos desse gênero. Além disso, a cobertura da laje virou motivo de chacota. Se o idealizador da obra não a aproveitou como deveria, dificilmente os próximos prefeitos usarão o ‘lajão’ para as suas festas. Parece que o ‘lajódromo’, que custou aos cofres da Prefeitura meio milhão de reais, nasceu mesmo para servir à Feira dos Produtores, aliás, já é uma grande serventia.

 

---

 

‘Honrarias’...No último dia 23, no Centro de Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto, em Ouro Preto, a Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira condecorou as personalidades de destaque em diferentes regiões de Minas Gerais. O evento, um dos maisimportantes e concorridos da Maçonaria mineira, contou com a presença do Grão-Mestre do Grande Oriente do Peru, Tomas Álvarez Manrique, além de autoridades do Judiciário, Ministério Público, polícias Civis e Militares e profissionais liberais.Novamente, pelo terceiro ano consecutivo, cidadãos arcoenses foram agraciados com Medalha e Colar Tiradentes. O empresário e engenheiro Jadir Garcia Franco, a Promotora de Justiça Rosiley Fátima Borges e o agropecuarista Henrique Teixeira Alves, representado pelo filho Olégario Alves, receberamo Colar, enquanto que o advogado Antônio Amâncio de Oliveira, recebeu a Medalha. As honrarias apadrinhadas pelo arcoense Geovani Lara Albuquerque, além de merecidas e justas, são também um reconhecimento aos trabalhos e à dedicação dos homenageados em prol da sociedade arcoense e mineira. Parabéns a todos!!!

 

---

 

Congresso... O médico arcoense Ronaldo Carvalho participou, entre os dias 28 de abril e 1º de maio, da Jornada Paulista de Radiologia - o maior evento de Imaginologia da América Latina. O evento, realizado em São Paulo, é o segundo maior organizado pela SPR em conjunto com a Sociedade de Radiologia Norte-Americana (RSNA), como parte do acordo entre as duas entidades. O evento conta com a participação direta da RSNA na sua programação científica. A RSNA é uma associação que congrega mais de 50 mil radiologistas, médicos nucleares, físicos e profissionais relacionados ao Diagnóstico por Imagem. A entidade promove a excelência em cuidado para o paciente e em Saúde por meio da educação, pesquisa e inovação tecnológica.

Assuntando por Tadeu Nunes

Site: http://www.jornalcco.com.br/

Aurélio Tadeu Nunes de Sousa é  jornalista - Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo pela PUC Minas Arcos - e responsável pela coluna ‘Assuntando’.

Jornalista do Ano - Merito Empresarial 2012, 2013 e 2014; prêmio ‘Top of Mind’ 2012, 2013, 2014 e 2015; Medalha ‘Mérito Legislativo pela Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais’; ‘Medalha Marechal Deodoro da Fonseca’ e apresentador do programa ‘Bate Papo de Redação’, na Rádio Cidade.