Animalis

O QUE DEUS NOS ENSINA POR MEIO DE UM VÍRUS?

Publicado em: 10 de janeiro de 2022 às 11h17
Identidade Presbiteriana

Em 2020 o Coronavírus (COVID-19), que se originou na China, mostrou sua força, ele não se restringe a fronteiras nacionais, muito pelo contrário, ele se adapta muito bem em qualquer país e qualquer continente, além de não fazer acepção de pessoas ocasionando a morte de ricos e pobres, homens e mulheres, idosos, jovens e crianças. Nos dois últimos anos temos vivenciado uma pandemia que mudou nossa essa realidade e essa ameaça invisível transformou o estilo de vida, entretanto, quais ensinamentos bíblicos podemos extrair dessa pandemia?

De forma cuidadosa, reverente e respeitosa, apresento 4 lições preciosas que demonstram a fragilidade humana.
A primeira delas é a fragilidade da vida humana e o Coronavírus nos fez "perceber novamente" como a vida humana é frágil e como os riscos de morte são numerosos nesse universo. Mas Deus sempre ensinou na Bíblia Sagrada que a vida humana é frágil (Tiago 4.14).

A segunda lição é a fragilidade dos planejamentos humanos e o avanço e efeitos devastadores do Coronavírus foram muito rápidos, o pior é que hoje, vivendo sob os efeitos da pandemia, também não conseguimos planejar o futuro, pois nem sabemos ao certo como viver o presente. As limitações humanas convergem para a falibilidade de seus projetos. Nenhuma previsão é infalível e nenhum projeto cobre todas as variáveis. De fato, nossos planejamentos não são garantia de sucesso pleno e Deus nos lembra isso por meio do surgimento desse vírus.

A terceira lição é a importância dos relacionamentos e o estado de isolamento social nos proibiu de andar de um lado para o outro, revelou nosso medo de perder parentes e amigos queridos e de não poder realizar sequer um ofício fúnebre para alguns que foram vitimados por essa doença, fez com que muitos repensassem seus relacionamentos.

Por fim, a quarta lição é a necessidade de uma fé bíblica e genuína, que é benéfica e auxilia o enfrentamento de períodos e aflições (1Pedro 1.6-7). A verdadeira fé conecta o crente ao Senhor Jesus, o qual é nossa esperança (1ª Timóteo 1.1) e, por isso, mesmo em meio às aflições de uma pandemia, o crente pode caminhar esperançoso. Aquele que possui uma fé genuína não olha para o sofrimento como algo que o define, mas como um agente que refina sua fé e confiança no Senhor Deus.

Enfim, o fato de vivermos dias difíceis não precisa ser desesperador, mas pode ser pedagógico para todos nós. Deus, em sua soberania e providência, não foi "pego de surpresa" pelo surgimento e avanço desse vírus. Na verdade, ele usa até esse inimigo invisível para ensinar algumas lições à humanidade contemporânea. Quem tem ouvidos para ouvir, deveria estar atento.

Identidade Presbiteriana por Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos

Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos
Avenida Governador Valadares, 248, Centro

Facebook: Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos        Instagram: @ipbarcos