Mérito Empresarial

Você sabe qual era o salário do craque Pelé no auge da carreira?

Publicado em: 02 de abril de 2018 às 08h40
Coluna Esporte

(Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 31/03/2018) - Edição 1942

Marlon Santos

ALÔ, ARCOS! Que Pelé foi o maior jogador de futebol do planeta, ninguém pode negar, afinal os números do ex-jogador mostram que ele realmente era fenomenal. Mas sempre existia a curiosidade dos fãs de Pelé durante o auge de sua carreira referente ao seu salário como atleta. Os brasileiros sempre questionavam aos jornalistas sobre o real valor que o craque da equipe do Santos recebia mensalmente – o que era quase que impossível de ser descoberto na época em que o jornalismo vivia sob a ditadura militar.

Pelé tinha conquistado a Copa de 1958 com apenas 17 anos. Participou da Copa realizada na Suécia, ajudou o Brasil a conquistar o seu primeiro mundial e foi autor de seis gols. O mundo conheceu Pelé na Copa da Suécia, porém os torcedores não poderiam imaginar que naquele momento estava surgindo o maior jogador de futebol do mundo e que o tempo iria construir esta história.

Em 1961, no auge de sua carreira e se preparando para disputar a Copa do Chile, eis que o mistério é desvendado e o salário de Pelé vem à tona nas páginas dos jornais. Os brasileiros ficaram perplexos com a remuneração do craque santista. O valor era de 2 milhões de cruzeiros, um absurdo para aquela época. O assunto ganhou repercussão internacional e as opiniões se dividiram.

Voltando à atual realidade, os especialistas afirmam que o salário de 2 milhões de cruzeiros que Pelé recebia no ano de 1961 é correspondente a 70 mil reais, ou seja, o craque receberia no ano vigente o correspondente ao que um jogador profissional em início de carreira recebe atualmente. Obviamente que durante os amistosos internacionais o Santos retribuía o seu craque com quantias avantajadas para que ele (Pelé) estivesse em campo. Mas os números também são interessantes no que se refere à negociação de Pelé para a equipe do Cosmos dos Estados Unidos; acreditem ou não, foi de 7 milhões de dólares. Com esse relato, o leitor talvez entenda como era o futebol em outros tempos, e como é na atualidade. Com isso poderá chegar à sua simples conclusão.

Garrincha
Manuel Francisco do Santos, ou simplesmente Garrincha, era outro jogador que conquistou o mundo com seus dribles desconcertantes. Porém, Garrincha não sabia vender a sua imagem e era avesso a marketing. Ele se tornou um fenômeno dentro das quatro linhas, mas não tinha noção do seu potencial. Ao contrario do amigo Pelé, o “craque das pernas” vivia na boemia e isso satisfazia seu ego. Informações mostraram que garrincha provavelmente recebia 10% do salário de Pelé, ou seja, uma faixa de 200 mil cruzeiros, e que na moeda atual poderíamos imaginar um salário mensal de 7 mil reais. Garrincha foi considerado o jogador mais habilidoso de todos os tempos, pois sua facilidade de driblar e envolver os adversários impressionava a todos. No dia 20 de janeiro de 1983 os fãs lamentavam a morte do lendário jogador Garrincha. Campeão de duas Copas do Mundo, ele morreu no Rio de Janeiro, na pobreza, vítima de cirrose hepática.

Neymar
O atual craque da seleção que irá disputar a Copa do Mundo deste ano, que será realizada na Rússia, é Neymar. Ele tem um dos maiores salários do futebol mundial. Por dia, Neymar consegue embolsar  374 mil reais, e por ano o montante chega a cifras incríveis de 137 milhões de reais. O valor não assusta, pois a imagem de Neymar pode render um valor maior que o PSG gasta com seu salário.

Coluna Esporte por Marlon Santos

E-mail: marlonsantos@jornalcco.com.br