Mérito Empresarial

5 dicas para escolher o primeiro apartamento

Publicada em: 11 de dezembro de 2015 às 08h43
Geral

Para mudar de cidade, sair da casa dos pais ou iniciar uma vida a dois, escolher o primeiro apartamento é um dos momentos mais importantes na vida de uma pessoa. A decisão envolve diversos fatores, como localização e forma de pagamento, e deve considerar o estilo de vida e as necessidades dos futuros moradores.

 

Para te ajudar a escolher o seu primeiro imóvel, separamos cinco dicas essenciais. Confira!

 

Valor

A primeira questão a ser determinada é a quantia que pode ser gasta com o apartamento. No caso de um financiamento ou da locação, deve-se pensar no peso das parcelas no orçamento mensal. De acordo com especialistas, o valor não deve comprometer mais do que um terço da sua renda líquida para garantir a sua tranquilidade econômica.

 

Quem vai financiar deve verificar as condições da transação e os juros envolvidos. Atualmente, muitas pessoas têm optado por negociar diretamente com a incorporadora, o que pode ser mais prático e econômico do que outras modalidades de financiamento (saiba mais aqui).

 

Localização

Estar perto do trabalho ou do local de estudo é muito importante na hora de escolher o apartamento, mas existem outros elementos a serem considerados. A segurança é o principal, sendo importante visitar o imóvel e os entornos antes de firmar o contrato. Além disso, é preciso checar o acesso ao transporte público e a estabelecimentos comercias básicos (farmácias, supermercados, padarias etc.).

 

Tipo de construção

Antes de escolher o apartamento que será seu lar pelos próximos anos, é preciso avaliar o tipo da construção que ele exibe. Se o imóvel for antigo, é importante verificar redes elétricas, encanamentos e a possibilidade de instalar certas redes de internet, já que alguns locais mais antigos não suportam certos servidores.

 

Já os prédios mais novos exigem a conferência da situação legal da construção – certificados e liberações pertinentes – e da estrutura geral. Vale a pena verificar os acabamentos e os locais onde pode haver possíveis problemas ainda não identificados, como as instalações elétricas.

 

Custos adicionais

Além do valor do aluguel ou das parcelas do financiamento, é importante verificar o preço do condomínio e os benefícios que ele inclui. Alguns prédios têm uma taxa condominial baixa, mas que não inclui serviços de portaria ou a contratação do zelador, o que pode dificultar certas situações cotidianas, como fazer pequenos reparos. Verifique também quais despesas estão inclusas no valor (água, gás etc.) e qual o preço médio dos serviços básicos oferecidos na região.

 

Vizinhança

Após considerar todos os fatores anteriores, verifique a vizinhança do local e o estilo de vida dos moradores. É importante que ele coincida com o seu, permitindo uma convivência agradável, sem que qualquer uma das partes fique incomodada com a outra. Também vale a pena checar as normas sobre barulhos e festas no local.