Mérito Empresarial
COPASA RECOMENDA:

Água do poço da avenida Dr. Moacir Dias deve ser tratada com flúor e cloro

Publicada em: 01 de fevereiro de 2016 às 09h32
Geral
Água do poço da avenida Dr. Moacir Dias deve ser tratada com flúor e cloro

Moradores de Arcos começaram a buscar água no poço em 2014; esta foto é de quinta-feira

O CCO voltou a perguntar à Assessoria de Comunicação da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) sobre a viabilidade de consumo da água do “poço profundo” [*] localizado na avenida ‘Dr. Moacir Dias de Carvalho’, que liga a região central ao bairro Santo Antônio, em Arcos. A primeira reportagem deste impresso sobre o assunto foi publicada no dia 06 de novembro de 2014 – Edição 1733.

 

Na última terça-feira (26), os assessores da Companhia informaram ao Jornal que a água desse poço, que pertence ao Município, foi analisada pela Copasa e pela Prefeitura na última semana e não apresentou contaminação. Ainda segundo a Assessoria, a análise é feita mensalmente ou sob demanda.

 

O CCO questionou se a água é realmente propícia para beber e se não há risco de causar nenhuma doença, tendo em vista que mesmo depois da fase crítica da crise hídrica, as pessoas continuam buscando água no poço, inclusive para beber. Em resposta, a Companhia fez o seguinte alerta: “A Copasa recomenda que, antes de ser consumida, a água do referido poço passe por um tratamento, no mínimo preventivo, com o uso de flúor e cloro”.

 

Veja como tratar a água que você busca no poço

 

A Assessoria da Copasa orientou, em e-mail enviado ao CCO na última terça-feira (26), sobre a necessidade do tratamento da água do poço com cloro e flúor. Então solicitamos a proporção adequada. Já na última sexta-feira (29), a informação repassada ao Jornal foi seguinte: “Para um tratamento simplificado, feito pela população para desinfecção, deve ser utilizado apenas cloro.

 

        Para quem usa caixa d’água, encher e adicionar 5 colheres de sopa de Água Sanitária (*) para cada 1000 litros de água. Após 30 minutos a água poderá ser consumida. [*] Água sanitária é uma solução que contém 2.5% de cloro ativo em água, de acordo com informação do site www.agracadaquimica.com.br.

        Para cada 20 litros de água, colocar 1 colher de chá de Água Sanitária. Misturar bem e, após 30 minutos, esta água poderá se consumida.

        Caso seja para apenas um litro d’água, adicione 2 gotas de Água Sanitária. Misturar bem e, após 30 minutos, esta água poderá se consumida.

 

A Assessoria informou ao CCO que essa é uma recomendação feita pela Copasa em decorrência da necessidade de atendimento à Portaria 2914 do Ministério da Saúde. “A necessidade de aplicação de cloro e flúor na água está definida na Portaria 2.914 do Ministério da Saúde. No entanto, não necessariamente poderá causar mal à saúde, uma vez que a aplicação do cloro visa fazer a desinfecção da água. Mas, se a água não apresentar contaminação por coliformes (as análises feitas no poço não tiveram presença), o cuidado deverá ser com o transporte e o armazenamento desta água pelas pessoas. Já aplicação do flúor visa auxiliar no combate às cáries dos dentes de crianças e gestantes. Com isso, a não utilização não causa mal, apenas diminui esta proteção”, justifica a Assessoria da Copasa.

 

[*] O termo “poço artesiano” não é correto para se referir a esse poço. “Na literatura, um poço artesiano é aquele que se retira água sem a necessidade de equipamento de bombeamento”, explica a Assessoria da Copasa.