Vende-se Apartamento

Donizetti Bernardes aposta em projetos sociais e culturais para melhorar a qualidade de vida em Arcos

“Eu optei por trabalhar com o lado intelectual, ajudando as pessoas a evoluírem”, diz o vereador; ele acredita que essa é uma das maneiras de reduzir a criminalidade e evitar o ‘caminho do mal’

Publicada em: 13 de setembro de 2017 às 13h31
Política

(Matéria publicada pelo Jornal CCO impresso em 09/09/2017) - Edição 1912

O coreógrafo Donizetti Bernardes, vereador mais bem votado em Arcos, eleito com 1477 votos, concedeu entrevista ao CCO no dia 11 de agosto, para divulgar seu trabalho como representante do povo. Ele afirma que vai à Câmara todos os dias, não apenas nos dias de reunião, e tem investido em projetos sociais e culturais.

Donizetti utiliza o espaço físico privilegiado do Legislativo Municipal para atrair a população. Dentre as ações e eventos idealizados, realizados ou apoiados por ele até então estão os seguintes: Exposição ‘Pecado e Arte: duas formas de transgressão – Um diálogo com os 7 Pecados Capitais’, com obras do artista plástico José Renato e composições poéticas de Pe. Fábio Costa; Semana “De Mulher pra Mulher”, que incluiu homenagens e prestação de serviços de beleza às assistidas da Sociedade Vencer (de combate ao câncer); “Bate-papo motivacional com Donizetti Bernardes”; aulas de teatro para estudantes do bairro Olaria; projeto ‘Cultivando a Vida – Implementação de hortas escolares e comunitárias, iniciativa coordenada pelo vereador Donizetti Bernardes em parceria com as secretarias municipais de Educação e Meio Ambiente e CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) por meio do Programa de Educação Ambiental (PEA); participação efetiva na organização da Virada Cultural do Trabalhador, realizada em abril no Parque de Exposições, ocasião em que o vereador recebeu correspondência assinada pelo prefeito e pelo secretário de governo em agradecimento “pela excelência no trabalho”; organização de coroações no mês de maio (Câmara, APAC – Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, Corpo Vivo/APAE, ARA – Associação dos Recicladores de Arcos, e na comunidade da Ilha); apresentação teatral para assistidos do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) no ‘Dia da Luta Antimanicomial’; Semana do Meio Ambiente em parceria com as secretariais municipais de Meio Ambiente, Obras, Educação e da CSN e Nordesta; celebração dos 15 anos do grupo Corpo Vivo, criado por Donizetti junto a alunos da APAE em Arcos.

 

Indicações ao Executivo e projetos – Sobre sua atuação na condição de representante do povo na Câmara, no que se refere à elaboração de projetos e encaminhamento de indicações ao poder Executivo,  Donizetti Bernardes mostra-se desmotivado. Ele relata que a maioria de suas sugestões ainda não foram efetivadas e por isso tem tomado iniciativas e desenvolvido os trabalhos já citados. “A Câmara depende do Executivo e o Executivo trava muita coisa. Fiz várias indicações e ainda não fui atendido em todas. Nos últimos meses eu tenho cumprido mais ou menos essa função, porque quando eu descobri que não dá retorno, eu parei. Parti para o lado social, com ações para as quais eu dependo de outros parceiros, como acontece no projeto Vida Viva (iniciado por integrantes da Ordem DeMolay em Arcos) onde temos apoio da Dra. Juliana Mendonça (promotora de Justiça), do tenente Bittencourt (comandante da Polícia Militar) e da Subseção local da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Arcos e outras entidades”, disse.

A primeira proposta apresentada ao prefeito pelo vereador, no início do ano, foi referente à acessibilidade para pessoas com deficiência, que precisa ser ampliada e melhorada nas áreas urbanas em Arcos.  “É preciso melhorar a acessibilidade em todos os locais públicos. Nas calçadas as rampas são todas mal feitas e erradas”, afirma.

Outra iniciativa foi reivindicar uma atenção maior do poder público municipal em relação à praça do bairro Jardim Bela Vista. Foi solicitada a manutenção da limpeza e a retirada do quiosque. Segundo o vereador, o local requer atenção porque se tornou um ponto de uso de drogas lícitas e ilícitas, cenário que precisa ser mudado.

O vereador também encaminhou ao Executivo a indicação para se realizar ‘Coleta Seletiva em pontos estratégicos dos bairros e região central’, que dependeria de uma parceria com a iniciativa privada e atuação da Prefeitura. Donizetti Bernardes solicitou, ainda, a construção de um pavilhão com três bandeiras em frente à escola estadual ‘Yolanda Jovino Vaz’, no caramanchão.  

Segundo o vereador, essas indicações não foram atendidas.

 

Projeto Arte na Praça – A revitalização da praça Floriano Peixoto é outro anseio do vereador, que buscou parceiros para que o projeto seja concretizado. “Eu estou pedindo socorro para reestruturar a praça. Nós montamos um projeto, eu estive reunido com os comerciantes da praça e foi feito um trabalho com eles para nós revitalizarmos aquele espaço. A Subseção local da OAB, Polícia Militar, Executivo e músicos de Arcos  também abraçaram a causa. Estamos criando o projeto “Arte na Praça”, com a seguinte programação: Sexta da Dança; Sábado da Música e Domingo da Dramaturgia”, relata, enfatizando o desejo de ver a praça movimentada, com opções culturais e de entretenimento para atrair os jovens e pessoas de todas as idades.  O vereador destaca que se a praça voltar a ser frequentada, principalmente pelas famílias, os comerciantes do local também serão beneficiados, gerando renda e empregos, além de harmonia e fraternidade. O projeto terá início em 27 de outubro, Dia Internacional da Oração pela Paz.

Na semana passada, a Administração Municipal iniciou o serviço de limpeza, pintura e reforma dos jardins, conforme divulgou a Assessoria de Comunicação da Prefeitura. Também está prevista uma nova iluminação. Desse modo, a revitalização do espaço físico já está sendo feita.

 

Projeto Vida Viva: ações para reduzir a criminalidade, suicídios, uso de drogas, direção perigosa, bullying e cyberbullying
Donizetti Bernardes apoia o projeto Vida Viva, a convite dos integrantes da Ordem DeMolay em Arcos, que são os idealizadores desse trabalho. No dia 28 de março foi realizado no plenário da Câmara um debate com a finalidade de “adotar uma metodologia que possa resgatar a moral e os bons costumes dos jovens, valorizando a vida e propondo ações preventivas para reduzir a criminalidade e os atos de suicídio, bem como o uso de drogas, bebidas alcoólicas, direção perigosa, bullying e cyberbullying, dentre outros”. O projeto é apoiado pela Subseção local da OAB e autoridades locais.

Uma das maneiras de atingir os objetivos propostos é realizar palestras direcionadas a estudantes, o que já foi feito até então nas escolas estaduais ‘Dona Maricota Pinto’, ‘Yolanda Jovino Vaz’ e ‘Berenice de Magalhães Pinto’. Também serão ministradas palestras pra os pais. O projeto “Arte na Praça”, já citado, é outra forma de atrair os jovens.

 

“Estou mais preocupado com a questão humana e a cultura”
Diante do questionamento do CCO sobre sua atuação como “fiscalizador” dos atos do poder Executivo, Donizetti ressalta que seu trabalho como vereador não se limita às funções de legislar, fiscalizar e fazer indicações ao Executivo, mas também está atento às formas de se promover bem-estar e qualidade de vida para a população local, começando pela acessibilidade nos espaços públicos, e também por meio da cultura e do entretenimento. “Estou mais preocupado com a questão humana e a cultura. Eu optei por trabalhar com o lado intelectual, ajudando as pessoas a evoluírem”, enfatiza e explica que esse é um dos caminhos para reduzir a criminalidade e o uso de drogas na cidade. No entanto, o vereador depende do poder Executivo para concretizar certas indicações. “Eu espero que no ano que vem nós comecemos a caminhar com projetos bacanas e eles possam atender aos meus projetos”, comenta e afirma que enquanto não obtém esse respaldo, está fazendo o que é possível, junto a outros parceiros.


Repasse de R$43 mil para a APAE – Donizetti Bernardes está atento às formas de se conseguir verbas em outras esferas do poder público. Ele disse ao CCO que o ex-prefeito de Arcos e ele conseguiram uma verba para a APAE. “A maior ajuda que eu tive foi por meio de Claudenir José de Melo. Nós conseguimos, junto ao deputado estadual Gustavo Correia, uma verba no valor de R$ 40 mil que será doada para a APAE em Arcos”, informa.  Segundo a diretora da APAE, Adriana Couto, os documentos foram enviados esta semana. Estão aguardando o repasse do valor.