SeSi

Governo Municipal irá investir no término do Bloco Cirúrgico da Santa Casa de Arcos

Publicada em: 14 de fevereiro de 2020 às 19h00
Arcos
Política
Saúde

A Administração Municipal irá investir R$1.300.000,00 (um milhão e 300 mil reais) no término da obra do novo bloco cirúrgico da Santa Casa de Arcos, iniciada em março de 2014 e executada em aproximadamente 65%, estando paralisada desde setembro de 2016, por falta de recursos do Estado.

O valor será destinado ao hospital por meio de convênio, para que a atual diretoria e equipe administrativa assumam a responsabilidade pela conclusão.

Em contrapartida, serão realizadas 200 cirurgias eletivas na Santa Casa, reduzindo a fila de espera pelo atendimento, que é responsabilidade do SUS (Sistema Único de Saúde). No setor de Tratamento Fora Domicílio (TFD) em Arcos há uma grande quantidade de pacientes esperando pela liberação dessas cirurgias.

Denilson Teixeira explica que, mesmo não sendo responsabilidade do Município, decidiu assumir, uma vez que os pacientes ficam esperando de seis meses a um ano e meio pelos procedimentos. “Tem uma fila enorme de pessoas aguardando por essas cirurgias eletivas (vesícula, joelho, ortopédicas, hérnia e outras). Além de a Santa Casa nos dar essas 200 cirurgias, a Prefeitura vai investir com mais R$300 mil, para acabar com a fila do SUS dessas cirurgias eletivas”, disse o prefeito.

Com o investimento de R$1.300.000,00 pela Prefeitura de Arcos, a previsão é que a obra do Bloco Cirúrgico seja concluída ainda neste ano. “Vamos fazer um Carnaval mais econômico, para investir o dinheiro na saúde”, disse o prefeito, em entrevista ao Jornal e Portal CCO na tarde de quinta-feira, 13.

Questionado quanto às motivações para o investimento na Santa Casa, ele respondeu. “Tenho consciência de que não podemos fazer internações no Hospital Municipal. O único lugar para internações em Arcos é a Santa Casa. Diante das dificuldades que essa unidade está tendo, não é justo focar esforços em um hospital novo hoje, deixar a Santa Casa em uma situação difícil e não ter a resolutividade imediata.  A nova diretoria também nos motivou a ajudar um pouco mais, porque foram feitos alguns ajustes lá que foram impopulares, mas foram feitos. É o que eu faço aqui na Prefeitura. É o correto! Para a saúde do hospital, foi perfeito!”. O prefeito acrescentou: “Do ponto de vista fiscal e de gestão, não tenho inveja de nenhum prefeito, porque estou fazendo o que é certo”.

Desde o início deste ano, por decisão da nova diretoria da Santa Casa, os pagamentos dos médicos plantonistas estão  sendo realizados em valor fixo. Os médicos deixaram de ficar com os valores recebidos por consultas de forma individual. Esses pagamentos estão sendo destinados ao Caixa do hospital. A iniciativa é inédita na história da Santa Casa de Arcos

Ao finalizar a entrevista, Denilson Teixeira disse que não investiu antes na construção do bloco cirúrgico da Santa Casa porque a Prefeitura não tinha recursos. Neste ano de 2020, o Governo do Estado começou a pagar em dia as parcelas da dívida, o que possibilita planejamentos. “Várias sementes que plantamos em 2017, 2018 e 2019 estão sendo colhidas agora”, disse. Em breve, as boas notícias serão divulgadas.